- Publicidade -

Constância e VN Barquinha | Caudal do rio Tejo baixou quase dois metros em 24 horas

É com tranquilidade que os autarcas de Vila Nova da Barquinha e Constância olham para o rio Tejo neste domingo, dia 11, depois do “susto” da madrugada de sábado em que se verificou uma subida repentina do nível da água que fez com que o parque de estacionamento de Constância ficasse submerso.

- Publicidade -

- Publicidade -

Às 9 horas do dia 11 a água na zona ribeirinha do castelo de Almourol, no concelho de Vila Nova da Barquinha, estava 4 metros acima do ponto de referência, enquanto no dia anterior à mesma hora estava a 5,72 m.

Isto significa que em 24 horas, o nível das águas do rio Tejo baixou 1,72 m, o que veio tranquilizar autarcas e responsáveis da proteção civil.

- Publicidade -

Para Fernando Freire, Presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, estamos perante uma cheia “controlada e normal”, mas tal não significa que não se mantenha a vigilância e o acompanhamento da evolução do caudal.

A maior preocupação, na opinião do edil de VN Barquinha, é a barragem de Alcântara, cuja capacidade de armazenamento ainda está pouco acima dos 50 por cento. Mas se essa barragem começar a despejar aumentam as preocupações nos municípios ribeirinhos.

No concelho Barquinhense houve registo para queda de árvores entre Tancos e VN Barquinha, no dia 9, que foram de imediato removidas. Também na estrada entre Madeiras e Limeiras houve queda de barreiras.

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 11 de Março de 2018

No vizinho concelho de Constância, a fase mais crítica aconteceu na noite de sexta para sábado em que o parque de estacionamento ribeirinho ficou submerso.

Conforme nos explicou o Presidente da Câmara, Sérgio Oliveira, os serviços municipais sinalizaram o problema e colocaram sinalética a proibir o acesso ao local.

Nas freguesias de Montalvo e Santa Margarida da Coutada, algumas ribeiras saíram dos leitos e houve necessidade de intervenção dos serviços para desobstruir essas zonas.

Nível das águas do rio Tejo já começou a baixar. Presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, faz o ponto da situação

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 11 de Março de 2018

Quanto a prejuízos, há registo para duas embarcações e algumas redes de pesca que foram rio abaixo devido à subida repentina das águas.

Na zona de exploração de areal de Montalvo uma das máquinas ficou submersa, mas há possibilidade de reparação.

Outro problema que acontece cada vez que há trovoada forte é a avaria dos semáforos da ponte da Praia do Ribatejo. O problema repetiu-se na sexta feira à noite e tiveram de ser chamados técnicos de uma empresa especializada para repor os semáforos.

Sérgio Oliveira, Presidente da Câmara de Constância anunciou que está prevista uma revisão a fundo nos semáforos para se resolver definitivamente o problema.

De resto, as cheias do rio Tejo são sempre um motivo de atração. Neste domingo, centenas de visitantes percorreram as margens do rio a apreciar a espetacularidade do grande caudal do rio.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -