Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

CONSTÂNCIA: Cobrança da água já não é porta a porta

A autarquia de Constância procedeu a alterações no serviço da cobrança de água, sendo que o mesmo já não está a ser feito de “porta em porta”, pode ler-se no sitio oficial do município.

- Publicidade -

A Câmara Municipal está a apelar aos seus munícipes “para fazerem o pagamento da sua fatura de água em segurança”, sugerindo o débito direto (impresso que pode ser obtido junto dos serviços de águas da autarquia), numa Pay Shop, no Multibanco ou na Tesouraria da Câmara.

“Conforme sabemos nos nossos dias existem diversas situações de burlas, a maior parte delas relacionadas com pagamentos e uso de dinheiro e queremos proteger quem faz os pagamentos e também quem recebe”, justifica.

- Publicidade -

Assim, desde o mês de outubro que a Câmara Municipal deixou de fazer a cobrança de água, porta a porta no concelho. No entanto, o trabalhador do município continuará a fazer as leituras e a entrega das respetivas faturas.

A autarquia observa ainda que, face à atual legislação, também houve necessidade de adaptar a fatura da água, a qual terá um modelo ligeiramente diferente, solicitando, por isso, que a população verifique também os dados que constam na fatura e, caso os mesmos não estejam corretos (nome, morada e número de Identificação Fiscal), contactem os serviços da Câmara Municipal a fim de os atualizar.

A Câmara de Constância chama também a atenção dos consumidores que tenham mais que um contrato de água, que a partir de outubro as faturas serão entregues na morada de consumo, deixando de haver a possibilidade de entregar as mesmas, numa só morada.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome