Constância | Cinco militares infetados leva GNR a fechar posto e mete duas turmas em confinamento (c/áudio)

Num ponto de situação esta quinta-feira relativamente aos casos positivos de Covid-19 detetados no posto da GNR de Constância, o presidente da Câmara Municipal, Sérgio Oliveira, explicou que a GNR está a funcionar com uma unidade móvel, contando com o reforço de militares dos postos do Tramagal (concelho de Abrantes) e de Vila Nova da Barquinha, e deu conta que duas turmas estão em confinamento devido a contactos diretos.

PUB

“Neste momento a GNR está a funcionar com uma unidade móvel e temos tido o apoio e o reforço dos postos do Tramagal e da Barquinha”, afirmou Sérgio Oliveira ao mediotejo.net, tendo avançado que a situação levou ainda ao confinamento de duas turmas no Agrupamento de Escolas de Constância, uma turma do 6º ano no Centro Escolas de Santa Margarida, e uma outra, do 7º ano, na escola sede”.

ÁUDIO SÉRGIO OLIVEIRA, PRESIDENTE CM CONSTÂNCIA:

PUB

“Efetivamente ontem foram detetados cinco casos positivos dentro do corpo ativo da GNR de Constância e foram dadas ordens para o encerramento do posto físico e montada uma unidade móvel no exterior, junto ao atual posto, para assegurar a proteção e a segurança das populações”, disse  Sérgio Oliveira, presidente da Câmara de Constância.

Segundo o autarca, “do total de cerca de 20 efetivos, cinco estão infetados e em isolamento” e outros 10 estarão indisponíveis ou em isolamento profilático, pelo que, devido ao número reduzido de efetivos disponíveis, “a GNR está a funcionar com uma unidade móvel, contando com o reforço de militares dos postos do Tramagal (concelho de Abrantes) e de Vila Nova da Barquinha”, município contíguos em termos territoriais.

“Alguns dos efetivos que estão em isolamento e que vão realizar testes à covid-19, sendo os resultados dos mesmos negativos, poderão regressar ao serviço”, disse ainda Sérgio Oliveira, tendo acrescentado que, “alguns contactos diretos obrigaram também ao confinamento de duas turmas no Agrupamento de Escolas de Constância, uma turma do 6º ano no Centro Escolas de Santa Margarida, e uma outra, do 7º ano, na escola sede”, em Constância.

Relativamente ao aumento do número de casos no concelho de Constância nos últimos dias, o presidente disse que a autarquia está atenta e “a tomar as medidas que são necessárias”, tendo feito notar ser também necessário, “acima de tudo, sensibilizar as pessoas” para “seguirem as recomendações da Direção-Geral da Saúde e ter todos os cuidados para que, efetivamente, os números comecem a baixar”.

O concelho de Constância encontra-se na lista dos 121 concelhos de Portugal continental de elevado risco devido à Covid-19, por se enquadrar no critério matemático de 240 casos positivos por cada 100 mil habitantes. Nesse sentido, estão em vigor medidas restritivas em todo o concelho, até nova avaliação da situação por parte do Governo, tendo o autarca revelado “alguma expectativa” relativamente ao anúncio que resultará do Conselho de ministros de hoje.

Portugal regista hoje mais 78 mortos relacionados com a covid-19 e 5.839 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

No total, segundo os dados da DGS, Portugal já registou 3.181 mortes e 198.011 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 81.141 casos, mais 2.425 do que na quarta-feira.

C/LUSA

PUB
Ana Rita Cristóvão
Quando era pequena, passava os dias no campo a fazer de conta que apresentava o telejornal. Rumou à capital para se formar em Jornalismo e foi aí que se apaixonou pela rádio. Gosta de abraços e passa horas a ouvir as histórias dos mais antigos. É fã de chocolate, caminhadas sem destino e praias fluviais.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).