Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | CICO dedica programação de outubro ao Dia Mundial da Música

A Vila Poema vai alargar as comemorações do Dia Mundial da Música no mês de outubro, numa iniciativa do CICO – Centro Internacional do Carrilhão e do Órgão, com um concerto de Carrilhão e outro de Órgão, marcados para este sábado, dia 19, e para 26 de outubro.

- Publicidade -

Este sábado, dia 19 de outubro, pelas 17h00, o Anfiteatro dos Rios recebe a carrilhanista Ana Elias e as suas alunas, Adriana Quintas-Martins, Carolina Vélo e Sofia Pereira, que vão apresentar um programa preenchido com peças a duas, quatro e seis mãos no Carrilhão LVSITANVS.

Já a 26 de outubro, pelas 16h00, o enfoque estará no Órgão Histórico da Igreja Matriz de Constância. Ana Elias assumirá as teclas com um programa específico para este instrumento.

- Publicidade -

O objetivo do evento passa por despertar a atenção dos amantes da música em geral e dos entusiastas do carrilhão e do órgão para as peculiaridades de Constância e para a capacidade que esta possui de se afirmar como um local estratégico na valorização do carrilhão e do órgão.

Recorde-se que Constância possui o maior e mais pesado carrilhão itinerante o mundo, o Carrilhão LVSITANVS, reconhecido pela sua estética e pela sua concepção e sonoridade.

Na Igreja Matriz da vila, está guardada outra relíquia de índole cultural, o Órgão Histórico de Constância. Instalado no coro alto da Igreja, data de 1827 e é da autoria do organeiro António Xavier Machado e Cerveira, uma das figuras cimeiras da organaria portuguesa.

Este órgão tem mantido a sua qualidade sonora e arquitectónica, fruto da cuidada manutenção que o tem mantido musicalmente em condições de perfeito funcionamento.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome