PUB

Constância | CDS-PP questiona Ministro do Ambiente sobre descargas no Rio Tejo

A deputada Patrícia Fonseca, do CDS-PP, questionou o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, esta quarta-feira, dia 21, sobre as descargas no rio Tejo filmadas no mesmo dia na zona de Constância pelo Movimento pelo Tejo – proTEJO.

PUB

No comunicado enviado para as redações é referido que a deputada da Assembleia da República reiterou “o que já havia perguntado aquando da descarga de 8 de fevereiro” e pediu esclarecimentos sobre se já tinha sido identificada a “fonte” da “descarga de poluição” feita “através de um tubo de efluentes situado na margem esquerda do Rio Tejo.

O mesmo documento refere que Patrícia Fonseca questionou, igualmente, sobre a “possibilidade de ser encontrada uma alternativa para a gestão dos efluentes das indústrias da região que, apesar de estarem a cumprir os planos a que se comprometerem, ainda não têm os seus investimentos concluídos, no sentido de reduzir a carga poluente no Rio Tejo”, assim como “quando será feita a alteração ao Decreto‐Lei n.º 236/98, de 1 de agosto, no sentido de dar cumprimento às recomendações da Comissão de Acompanhamento do Rio Tejo”.

PUB
PUB
Sónia Leitão
Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).