- Publicidade -
Sexta-feira, Janeiro 21, 2022
- Publicidade -

Constância | Candidatura do PS exige nova travessia sobre o rio Tejo (C/VIDEOS)

Uma praia fluvial no rio Zêzere, uma nova ponte sobre o rio Tejo e a regeneração urbana da vila foram as principais reivindicações da candidatura do PS de Constância  apresentadas à Secretária Geral Adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, durante uma visita realizada no dia 8.

- Publicidade -

Acompanhada pelos deputados Idália Moniz, Maria de Lurdes Rosinha, António Gameiro e Hugo Costa, a dirigente do PS ouviu da boca dos candidatos do PS à Câmara e à Assembleia Municipal os principais projetos que defendem para o concelho.

No topo da lista está uma nova travessia sobre o Tejo que ligue as duas partes do concelho, uma vez que o território está dividido pelo rio e as pontes que existem são antigas e não servem minimamente as necessidades atuais.

- Publicidade -

Os candidatos do PS em Constância defendem a criação de uma praia fluvial no rio Zêzere porque o que existe não tem o mínimo de condições para ser considerada como tal. Com a construção de um açude galgável era possível criar-se um espelho de água e uma verdadeira praia fluvial, acreditam os socialistas, que nesta visita tiveram como porta-vozes, Sérgio Oliveira, candidato à Câmara, e António Mendes, atual vereador e candidato à Assembleia Municipal.

A comitiva realizou um passeio ao longo das margens dos rios Zêzere e Tejo, com paragem junto à Casa-Memória de Camões, no centro histórico e na sede de campanha, na Praça Alexandre Herculano.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, único órgão de comunicação social presente, Sérgio Oliveira fez um balanço da visita durante a qual pediu que Ana Catarina Mendes transmitisse ao Secretário Geral do PS, António Costa, que as obras preconizadas pela candidatura sejam concretizadas e que termine a estagnação do concelho.

Num concelho governado pela CDU há 32 anos, a candidatura socialista mostra-se otimista e confiante na vitória. Sem embandeirar em arco, Sérgio Oliveira afirma que não gosta da arrogância de vitórias antecipadas.

O que sente na rua “é uma vontade de mudança, em trazer uma lufada de ar fresco a esta terra”. Na sua opinião “estes quatro anos foram de estagnação no concelho, em que nada evoluiu. Agora tenta-se arranjar como desculpa a falta dos fundos comunitários e a crise económica, mas isso são argumentos já gastos”. O candidato denuncia o falhanço da governação comunista na Câmara.

Ana Catarina Mendes junto aos candidatos à Assembleia e à Câmara (Foto: mediotejo.net)

A Secretária Geral Adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, mostrou-se confiante na vitória do partido em Constância e nas capacidades de Sérgio Oliveira, uma das apostas mais jovens do PS no país, que pode representar uma nova geração de políticas autárquicas.

Lamentou o estado de degradação, abandono e desertificação em que se encontra a vila onde passou parte da sua infância. “É urgente que esta vila, que este concelho volte a ter vida”, defendeu.

Quanto à desejada ponte, reconhece que “as margens do rio têm de ser unidas rapidamente” e que “é uma justa reivindicação que merece ser analisada pelo governo”.

No entanto, fez notar que “vivemos constrangimentos orçamentais muito fortes nos últimos anos e que, apesar da retoma económica e financeira, não podemos dar passos maiores do que a nossa perna”.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome