Quinta-feira, Fevereiro 25, 2021
- Publicidade -

Constância | Brigada Mecanizada mantém espírito solidário e organiza 5ª edição da São Silvestre c/VIDEO)

O Campo Militar de Santa Margarida, em Constância, acolhe a 5ª Edição da Corrida São Silvestre Solidária da Brigada Mecanizada, este ano sem a vertente desportiva mas mantendo o espírito solidário e de angariação de bens para instituições sociais. A edição deste ano foi apresentada no Campo Militar de Santa Margarida, com a presença do Comandante da Brigada Mecanizada, Brigadeiro-General Boga Ribeiro, do Presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, e do Provedor da Santa Casa da Misericórdia local, António Teixeira.

- Publicidade -

A decorrer até dia 15 de dezembro, e tendo como madrinha a jornalista Patrícia Matos, a campanha de recolha de bens alimentares não perecíveis, tampinhas de plástico, produtos de limpeza e higiene pessoal terá como destinatários a Loja Social do concelho de Constância, a “Pipoca Beatriz” e a Associação de Deficientes das Forças Armadas.

Organizada em parceria com o município de Constância, a São Silvestre Solidária da Brigada Mecanizada angariou em 2019 cerca de cinco toneladas de produtos alimentares e mais de 1.300 pessoas participaram nas várias provas desportivas.

- Publicidade -

A 5ª edição da São Silvestre Solidária da Brigada Mecanizada vai contar com uma estafeta de entrega simbólica, que decorrerá no dia 16 de dezembro, entre o Campo Militar e a Junta de Freguesia de Santa Margarida.

O Campo Militar de Santa Margarida, em Constância, organiza a 5ª Edição da Corrida São Silvestre Solidária da Brigada Mecanizada. Foto: mediotejo.net

Apesar de não haver a tradicional corrida de São Silvestre, devido à pandemia, quem quiser contribuir pode entregar o seu donativo até dia 15 de dezembro no quartel da Brigada Mecanizada – Campo Militar de Santa Margarida, e nas Juntas de Freguesia de Constância, Santa Margarida da Coutada e Montalvo.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).