Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Associação Casa-Memória Camões retoma atividades públicas no dia do poeta

A Associação Casa-Memória de Camões vai retomar as atividades públicas a 10 de junho, Dia de Camões, com tertúlia de poesia e visitas gratuitas ao Jardim-Horto.

- Publicidade -

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o 10 de junho em Constância vai ser celebrado sem Pomonas Camonianas, devido ao contexto pandémico da Covid-19 (conforme já noticiado pelo mediotejo.net), mas as atividades não vão faltar, mediante o cumprimento das normas emanadas pelas autoridades de saúde.

Após sete meses suspensas, estão de regresso neste dias as atividades públicas da Associação da Casa-Memória de Camões, que vão acontecer no Jardim-Horto, um espaço ao ar livre que se encontra repleto de cor e luz no cruzar da primavera com o verão.

- Publicidade -

Em comunicado, a associação divulga que neste dia de homenagem a Luís Vaz de Camões o Jardim-Horto irá receber uma tertúlia de poesia denominada “Camões pela voz de outros poetas”, cujo objetivo é o de “trazer à tertúlia olhares sobre Camões (o homem, o poeta) e a sua obra, de forma muito abrangente, seja pela temática, pelo mote, pela forma, pela estrutura”.

A tertúlia irá acontecer pelas 18h00 no Planetário de Ptolomeu, inserido no Jardim-Horto de Camões, mas o espaço vai estar durante todo o dia aberto e com entrada gratuita para a comunidade. Ao longo da tarde, o ator Carlos Petisca vai ainda encarnar Camões e proporcionar visitas guiadas pelo jardim.

De referir também que nas celebrações do 10 de junho, haverá a tradicional homenagem junto ao monumento a Camões, pelas 15h00, com a deposição de uma coroa de flores e intervenções do presidente da Câmara Municipal de Constância e do presidente da Direção da Associação Casa-Memória, momento no qual marcarão presença alguns alunos do Agrupamento de Escolas de Constância para declamar poesia.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome