Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Domingo, Setembro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Constância | Assembleia Municipal carimba prestação de contas de 2020 (c/áudio)

A Assembleia Municipal de Constância aprovou por maioria, com abstenção da CDU e da deputada do MIC, os documentos de prestação de contas relativos ao exercício de 2020. Num relatório que o presidente da autarquia considera positivo para o Município, a CDU aponta críticas à “realização de obras sem gosto, sem qualidade, mal feitas” e à falta de projetos estruturantes para o concelho.

- Publicidade -

A apresentação das contas relativas ao exercício de 2020 do Município de Constância foi idêntica à anteriormente feita em reunião de Câmara Municipal por parte do presidente da autarquia, Sérgio Oliveira, que realçou o ano “extremamente atípico” de 2020, em que “muita da atividade municipal foi absorvida por aquilo que eram as respostas que tínhamos de dar no âmbito da pandemia”.

“Apesar destes constrangimentos (…) tivemos uma taxa de execução da receita de 90%, da despesa de 83%, tivemos uma execução das grandes opções do plano de 80%, um decréscimo na dívida a rondar os 5%. E tivemos um resultado líquido de exercício positivo pelo segundo ano consecutivo, de 50 mil euros”, expôs o autarca, assumindo que “de um modo geral, a prestação de contas de 2020 é positiva para o Município”.

- Publicidade -

Recorde-se que, aquando da aprovação das contas da autarquia de 2020 em reunião de Câmara, Sérgio Oliveira sublinhou que “pela primeira vez em muitos anos” o Município alcançou uma dívida total abaixo do milhão de euros.

ÁUDIO | Presidente da Câmara de Constância apresenta prestação de contas 2020 em Assembleia Municipal

Na análise aos documentos em sessão de Assembleia Municipal, a 25 de junho, a deputada Isabel Costa (PS) sublinhou o facto de a prestação de contas 2020 estar “devidamente certificada pelo revisor oficial de contas sem qualquer reserva”, congratulando a autarquia pelos valores de execução da receita e da despesa alcançados.

Mas as críticas fizeram-se também ouvir, com a CDU, pela voz do deputado municipal Rui Ferreira, que referiu que se quanto à elaboração dos documentos nada têm a apontar, quanto ao conteúdo discordam.

Assembleia Municipal de Constância, 25 de junho de 2021, por videoconferência. Imagem: mediotejo.net

O deputado da CDU referiu as divergências relativamente às obras levadas a cabo no concelho no ano transato, referindo uma “descaracterização” na zona do POMTEZE (Plano de Ordenamento das Margens do Tejo e do Zêzere), uma “atividade cultural nula” e falta de investimento nos caminhos florestais.

“São estas questões que, de alguma forma, refletem a atividade do Município e que gostaríamos de ver refletido de outra forma, particularmente quando se gasta dinheiro e as coisas não funcionam devidamente”, afirmou.

ÁUDIO | Deputado Rui Ferreira sobre prestação de contas 2020

“No conjunto de 2020, fica-nos a extensão de saúde de Montalvo, fica-nos o açude de Santa Margarida e fica-nos a estrada militar. Porque, de resto, em projetos estruturantes, aquilo que achamos é que o POMTEZE poderia ter sido um projeto estruturante e aquilo que consideramos é que é um projeto apenas para se gastar dinheiro”, reiterou.

Em resposta, o presidente do Município de Constância, negou a falta de investimento nos caminhos municipais, dando conta à Assembleia Municipal dos valores relativos a investimento público da autarquia nos últimos anos, em que 2020 foi o ano em que o montante foi mais elevado, ascendendo ao milhão de euros.

ÁUDIO | Sérgio Oliveira apresenta dados do investimento público do Município

A prestação de contas de 2020 acabou por ser aprovada por maioria, com a abstenção dos deputados municipais Rui Ferreira, Maria do Rosário e Joaquim Santos (CDU), e da deputada do MIC, Carmen Silva.

A CDU apresentou ainda uma declaração de voto, na qual é reiterada a posição crítica relativamente à “realização de obras ou apenas alterações sem gosto, sem qualidade, mal feitas ou inacabadas”.

ÁUDIO | Rui Ferreira apresenta declaração de voto da bancada da CDU

Ainda nesta Assembleia Municipal foi a deliberação a proposta de aplicação do resultado líquido do exercício de 2020, no valor de 50 mil euros, que mereceu aprovação unânime por parte do órgão deliberativo.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome