- Publicidade -
Sábado, Janeiro 22, 2022
- Publicidade -

Constância | Assembleia Municipal aprova contratos-programa para Casa-Memória de Camões e CCVC para 2021

A Assembleia Municipal de Constância aprovou por unanimidade as propostas de contrato-programa a celebrar com a Associação Casa-Memória de Camões e com a Associação Centro de Ciência Viva de Constância para o ano 2021. Os contratos a levar a cabo no próximo ano assumem um aumento no montante transferido do Município para as respetivas associações em cerca de 5 mil euros cada.

- Publicidade -

Os valores destinados aos contratos-programa a celebrar com as duas associações do concelho têm como propósito, à semelhança de anos anteriores, apoiar na dinamização de atividades a serem levadas a cabo no ano de 2021.

Em sessão de Assembleia Municipal, o presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira (PS), deu conta de que para o próximo ano existe um aumento das transferências a serem realizadas por parte do Município.

Sessão de Assembleia Municipal de Constância, por videoconferência, 18 de dezembro de 2020. Imagem: DR
- Publicidade -

No caso da Associação Centro de Ciência Viva de Constância, o reforço para 2021 ronda os 5 mil euros, totalizando um apoio anual de cerca de 55 mil euros para “apoiar esta instituição que desenvolve um trabalho meritório naquilo que é o nosso concelho e projeta o nosso concelho para o exterior”, conforme afirmou o autarca.

Quanto às transferências para a Associação da Casa-Memória de Camões, existe também um reforço no montante, que passa dos atuais 16 mil euros para cerca de 21 mil euros.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net aquando da aprovação do contrato-programa em reunião camarária, o presidente da Câmara Municipal justifica este aumento “por um lado, à consciência que a Câmara tinha de que aquilo que estava a transferir para associação era um valor que dava praticamente apenas só para o salário da funcionária” e por outro refere que é “um sinal que a Câmara quer dar da importância que Camões tem e que esta associação tem no nosso concelho e na nossa região”.

“É uma valorização do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela associação e a reafirmação da importância que esta instituição tem para o nosso concelho”, acrescentou o autarca.

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome