Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Constância | Assembleia exige regularização do trânsito e da segurança na estrada militar

A Assembleia Municipal de Constância aprovou por unanimidade uma moção apresentada pela bancada da CDU no sentido de “solicitar ao Ministério da Defesa Nacional que com a maior urgência regularize, em segurança, a circulação em duas faixas na Estrada Militar que serve o Campo Militar de Santa Margarida e a população do Lugar de Malpique”.

- Publicidade -

Foi aprovado também solicitar “que a Câmara Municipal de Constância desenvolva os contactos necessários para que tal situação seja resolvida com a maior urgência”.

Desde janeiro que a Estrada Militar que faz a ligação entre a EN118 e o Campo Militar de Santa Margarida, se encontra condicionada a uma faixa de rodagem devido ao perigo de derrocada de algumas grandes rochas que ladeiam a via, o que levou o Exército a colocar baias de segurança, estando o trânsito a processar-se de forma condicionada em parte do troço.

- Publicidade -

No texto da moção, refere-se que “é para todos notório o constrangimento e perigo que implica a redução a uma faixa de circulação para todos os utilizadores da via e muito concretamente a quem se desloca de e para o Campo Militar e toda a população do Lugar de Malpique que diariamente utiliza aquela estrada”.

Dado o arrastar da situação, os moradores têm abordado os eleitos para que se interceda junto das entidades responsáveis no sentido da resolução urgente do problema antes da existência de qualquer acidente.

Considera a Assembleia que não pode ficar indiferente ao perigo de falta de segurança que tal situação representa para todos os utilizadores.

A moção vai ser enviada ao Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas e ao General Comandante do Campo Militar de Santa Margarida, bem como ao Secretário de Estado da Defesa, Comissão Parlamentar da Defesa e Grupos Parlamentares da Assembleia da República.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome