Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Agrupamento de Escolas é palco de iniciativa que promove a inclusão social

A empresa constanciense Cabeleireiros Contraste celebra o seu 20º aniversário de atividade num evento inclusivo em parceria com o Agrupamento de Escolas de Constância. A iniciativa realiza-se na escola-sede este domingo, dia 22 de setembro, a partir das 15h30.

- Publicidade -

O evento conta com um desfile inclusivo e ainda existirão vários testemunhos e contributos de pessoas portadoras de deficiência que conseguiram superar as dificuldades e alcançar sucesso na área de cabeleireiro, estética e barbearia. Também estará presente a associação scalabitana Incluir – Associação para a Inclusão do Cidadão com Necessidades Especiais.

João Paulo Morais, responsável pelos Cabeleireiros Contraste e membro da organização, disse ao mediotejo.net que se pretende “acarinhar as pessoas com necessidades especiais”, mostrando também à sociedade em geral e em especial à camada jovem o poder da inclusão e a força de vontade e superação que devem servir inspiração no alcance de objetivos pessoais e profissionais.

- Publicidade -

Estará presente Dália Faria, que sofre de paralisia cerebral, mas que nunca baixou os braços perante a adversidade e é hoje formadora do IEFP entre outras entidades.

Também Helena Carona, presidente da Associação Incluir – Associação para a Inclusão do Cidadão com Necessidades Especiais, com sede em Santarém, estará presente enquanto dirigente da associação, mas também enquanto mãe de uma criança com multideficiência, dando o seu contributo e testemunho.

Por fim, está prevista a realização de um desfile onde a inclusão é palavra de ordem, sendo o foco crianças e jovens com necessidades especiais ou não, num momento em que serão apadrinhados por cabeleireiros convidados, responsáveis por embelezar os participantes, proporcionando um momento de convívio e aclamação do respeito pela diferença, estando ainda a promover a formação de crianças e jovens mais tolerantes e que saibam viver numa sociedade que se quer cada vez mais inclusiva.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome