Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Agrupamento de Escolas e Câmara entregam Prémios Camões a alunos

O 30º aniversário da escola sede do Agrupamento de Escolas de Constância foi comemorado no dia 4 de outubro com a atribuição dos Prémios Camões e SENSOSIM aos alunos do agrupamento.

- Publicidade -

O Prémio Camões, instituído pela Câmara Municipal de Constância e entregue desde 1991, tem como principal objetivo distinguir os alunos que, no ano letivo transato, se destacaram pelo seu desempenho escolar.

Por sua vez, o Prémio SENSOSIM, instituído pelo Agrupamento de Escolas de Constância, distingue alunos desde o 1º CEB até ao Ensino Secundário, que se evidenciaram pela sua Sensibilidade, Solidariedade e Simpatia, sendo eleitos pelos seus pares.

- Publicidade -

Desta forma, sublinha o Agrupamento, “promove-se o exercício de cidadania plena”, num dia que reúne toda a comunidade educativa e em que geralmente se entregam ainda diplomas aos alunos que concluíram o Ensino Secundário e que, na sua maioria, iniciaram já uma nova etapa da sua vida no ensino superior.

Paulatinamente o Agrupamento de Escolas de Constância regressa assim à normalidade e, numa cerimónia breve, houve tempo para os habituais discursos de abertura numa sessão que contou com a presença de Sérgio Oliveira, presidente da Câmara Municipal, e de Olga Antunes, diretora do Agrupamento, entre outros.

Logo após as intervenções alusivas ao momento, os alunos foram sendo chamados e agraciados, individualmente, com um pisa-papéis (SENSOSIM) e/ ou com uma placa em vidro (Prémio Camões), ambos devidamente personalizados e com alusão ao prémio em causa.

O primeiro pretende valorizar, publicamente, o sucesso escolar dos alunos e, o segundo, é o resultado de votação, pelos seus pares, e que incide, particularmente, sobre os valores humanos praticados, atitudes e comportamentos meritórios de destaque.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome