Confederação dos Treinadores diz que escalões de formação voltam a partir de outubro

Confederação dos Treinadores diz que escalões de formação voltam a partir de outubro. Foto arquivo: Jorge Santiago

O presidente da Confederação dos Treinadores, que reuniu com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, disse hoje que o desporto de formação regressará “a partir de outubro”.

PUB

“[O secretário de Estado] permitiu-me que anunciasse aos treinadores que vamos começar a operacionalizar a construção de calendário, de apoio ao planeamento, para retoma dos treinos sem restrições e competições. Ou seja, que a partir de outubro seja possível a tal progressividade que estava prevista, e que tantas dúvidas levantou ao setor desportivo”, afirmou, citado pela assessoria de imprensa da Confederação, o presidente Pedro Sequeira.

Sequeira falava após a reunião com João Paulo Rebelo, depois de já ter reunido com a DGS, anunciando a vontade de trabalhar “mais assiduamente em conjunto” com o Governo para a construção do calendário de retoma dos escalões de formação, em suspenso devido à pandemia de covid-19.

PUB

Em 26 de agosto, a Confederação pediu à DGS uma clarificação das orientações para a retoma da prática desportiva, sobretudo no que toca aos mais jovens.

“Vamos pedir uma maior clarificação sobre as regras para os escalões de formação. Achamos que, sem pôr em risco os jovens e as crianças, a DGS pode ir mais longe”, afirmou à agência Lusa Pedro Sequeira, em reação à Orientação n.36/2020 da autoridade sanitária que estabelece as condições de retoma da prática desportiva.

PUB

Sobre a reunião com a autoridade de saúde, Pedro Sequeira disse sair “bastante satisfeito” com o encontro, sobretudo pela “sintonia quer nas preocupações quer no que é possível fazer para a retoma progressiva, a nível dos escalões de formação, a grande preocupação da Confederação nesta reunião”.

Assim, considerou ter passado “a mensagem de que quem vai ser o operacional em todos os treinos e competições são os treinadores dos escalões de formação, que necessitam de um planeamento” da época e do que podem ou não fazer nas sessões de trabalho.

É preciso “saber qual o caminho”, pediu o presidente, dando o exemplo “das escolas e do ensino superior”, já com orientações claras, e essa ideia foi “muito bem acolhida pela DGS”, tendo deixado “o compromisso de continuar a trabalhar em conjunto” e a “preocupação com a importância do desporto na sociedade”.

Em agosto, o responsável explicou que “a DGS tem de conseguir avançar com estas normas até ao desporto escolar começar”, uma vez que as orientações então lançadas “deixam muitas dúvidas” aos clubes, aos treinadores e aos atletas.

Pedro Sequeira manifestou a preocupação dos treinadores com o impacto sobre os praticantes, acima de tudo os mais jovens e que praticam modalidades de médio e grave risco.

“Os miúdos não podem jogar entre eles, seja futebol, andebol ou basquetebol. Há muitos clubes que vivem da formação e temem pelas consequências destas regras, porque muitos podem querer desistir dos treinos”, afirmou.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 898 mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1.849 em Portugal.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here