Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Comboios entre Tomar e Lisboa vão ser reforçados imediatamente

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, informou hoje no Parlamento que os comboios regionais entre Lisboa e Tomar voltarão a circular com seis unidades triplas elétricas, deixando de haver serviços assegurados com apenas uma, duas ou três carruagens, como tem sucedido ao longo do último ano.

- Publicidade -

Os serviços da CP têm vindo a degradar-se na linha Tomar-Lisboa, levando a que muitos passageiros viagem de pé durante os 99km de viagem ou nem sequer consigam entrar nas composições sobrelotadas, perdendo assim muitas vezes a possibilidade de chegar a horas ao trabalho ou de jantar com a família, no regresso a casa.

Milhares de pessoas realizam esta viagem todos os dias, suportando um passe mensal de 230 euros. A capacidade de resposta da CP tem sido manifestamente insuficiente, colocando os utentes em situações degradantes e, inclusive, criando sérios riscos para a sua integridade física, em caso de acidente.

- Publicidade -

Esta manhã, na discussão na generalidade da proposta de Orçamento do Estado para 2019, com a presença do governante, foram recordadas queixas dos utentes sobre as condições nas viagens nos comboios regionais entre Lisboa e Tomar, na sequência de vários vídeos partilhados no Facebook e de uma reportagem emitida ontem à noite no Jornal Nacional da TVI.

“Hoje mesmo voltarão a estar em circulação seis unidades triplas elétricas com prioridade para serviço a Tomar, para precisamente retomarmos a capacidade adequada de serviço”, informou o ministro.

O deputado do BE eleito por Santarém, Carlos Matias, já havia alertado que, “de manhã, na deslocação de Tomar para Lisboa, a partir do Entroncamento, já não há lugares sentados. No regresso, à tarde, o cenário inverte-se: muitas vezes, em Lisboa-Oriente, centenas de passageiros não conseguem entrar em comboios que minutos antes já partiram lotados de Lisboa-Santa Apolónia”.

Também a deputada do CDS-PP Patrícia Fonseca, eleita por Santarém), questionou o ministro do Planeamento e Infraestruturas sobre se teria “conhecimento do que diariamente se passa nos comboios que ligam Lisboa a Tomar” e das “situações amplamente denunciadas pelos utentes”.

Reportagem da TVI voltou a denunciar os problemas nos comboios que ligam Lisboa a Tomar. Foto: DR

Tema em debate na reunião de Câmara

O assunto foi debatido ontem na reunião da Câmara Municipal de Tomar. Tendo em conta as notícias sobre as más condições no serviço ferroviário, o vereador José Delgado (PSD) apresentou uma recomendação com vista à melhoria do serviço da CP. A socialista Anabela Freitas, presidente da autarquia, sugeriu que dada a pertinência deste tema se transformasse essa recomendação em “Proposta”, de forma a ser votada por unanimidade na próxima reunião. A proposta da Câmara de Tomar irá ser enviada, com um pedido de reunião urgente, para a CP e para a Secretaria de Estado.

*Com Agência Lusa e Elsa Ribeiro Gonçalves.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome