Com incêndios de Mação e Gavião dominados, António Louro apela a estudo nacional (c/vídeo)

O incêndio de Mação, que deflagrou pouco depois das zero horas de 16 de agosto, já se encontra em resolução. Cerca de 70% do concelho ardeu e prevêem-se “anos difíceis”, comentou este sábado, 19 de agosto, ao mediotejo.net o vice-presidente da Câmara, António Louro. Autarca defende que o país deve fazer um estudo aprofundado sobre os grandes incêndios que varreram o país. Também o incêndio de Gavião, a lavrar desde 17 de agosto, está dominado.

PUB

Mação / Incêndios / vice-presidente da Câmara faz ponto de situação / Terão ardido 9 mil hectares

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 19 de Agosto de 2017

“Neste momento não existe nenhuma frente ativa”, referiu ao mediotejo.net António Louro, explicando que os Bombeiros se encontram em “fase de vigilância” por forma a evitar reacendimentos. O grande perigo são as condições climatéricas, propícias a reativar os fogos. “Há alguns pontos quentes que estão a ter uma vigilânca acrescida”, afirmou.

PUB

O cenário porém é “desolador”, admitiu. Num concelho onde a floresta é uma das grandes pilares da economia local, 70% de área ardida trará problemas à população. “Esperam-nos anos difíceis”, referiu, salientando no entanto que é altura de reconstruir.

“O país precisa de analisar esta série de incêndios florestais”, defendeu. Um estudo alargado que permita tirar conclusões sobre este verão de 2017.

Segundo informação da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), pelas 19 horas deste sábado, o fogo de Mação não tinha frentes ativas, tendo ficado dominado minutos depois. O fogo de Gavião, distrito de Portalegre, também está dominado. Em ambas as ocorrências procedem-se a trabalhos de rescaldo, algum combate, vigilância, e consolidação e, apela-se, muita, muita prudência.

*com Elsa Ribeiro Gonçalves

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).