Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

CHMT: Jornadas de Urologia dias 30 de setembro e 1 de outubro

As Jornadas anuais do Serviço de Urologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que cumprem este ano cumprem a sua 14ª edição, irão realizar-se a 30 de setembro e 1 de outubro no Hotel dos Templários, em Tomar, anunciou o CHMT.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, o CHMT refere que as Jornadas de Urologia têm registado “um número crescente de participantes, maioritariamente médicos e enfermeiros”, que durante dois dias debatem experiências com os maiores especialistas nacionais da área da urologia, uma dinâmica que, pode ler-se, “assenta na motivação e coesão da equipa, bem como a estreita colaboração da equipa de enfermagem com a equipa médica, fatores determinantes para os resultados obtidos”.

O Serviço de Urologia, do Centro Hospitalar do Médio Tejo, composto atualmente por uma equipa de 4 urologistas foi recentemente, e pela primeira vez, contemplado com Idoneidade Formativa.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, a administração do centro hospitalar refere que esta conquista é “tanto mais importante quanto este reconhecimento faz do CHMT o único hospital não central com capacidade formativa para a especialidade de Urologia, uma idoneidade conseguida em 11 vagas para todo o país, incluindo ilhas”, sublinha.

Citado na mesma nota, João Dias, diretor do serviço, disse não ter dúvidas de que “esta conquista é o maior reconhecimento do trabalho autónomo e diferenciador que este serviço presta na região e que o faz impor-se no panorama nacional: “vamos iniciar a formação deste interno em janeiro de 2017 e faço questão que seja o especialista mais bem formado nesta área. Vai ser um especialista de grande qualidade. Vai ser o melhor especialista”, afirmou João Dias.

European Meeting on Laparoscopic and Robotic Urologic Surgery

O Serviço de Urologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo esteve presente na 13ª edição do “Challenges in Laparoscopy and Robotics” que decorreu em junho na Fundação Champalimaud. Um encontro internacional que incluiu no seu programa a realização de cirurgias robótica avançada em direto, pelos mais proeminentes urologistas do mundo.

Uma participação relevante e que “coloca o Serviço de Urologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo na vanguarda do que se faz de melhor no âmbito da cirurgia robótica avançada”, destaca a administração, em nota de imprensa.

A presença do CHMT fez-se pela participação do diretor do serviço, João Dias, como moderador num dos painéis, e também através da participação de uma doente que está a ser seguida no CHMT e que foi intervencionada cirurgicamente, tendo sido referenciada como um dos casos clínicos mais desafiantes deste encontro.

“Foi muito bom podermos estar e participar neste encontro, que anualmente junta os melhores de entre os melhores urologistas, e onde estamos perante as mais inovadoras técnicas e os mais recentes instrumentos. É um privilégio e uma honra participar enquanto diretor do Serviço de Urologia do CHMT neste “Challenges in Laparoscopy and Robotics”, que este ano se realizou na Fundação Champalimaud”, sublinhou João Dias, citado na mesma nota.

Autonomia e diferenciação      

O Serviço de Urologia, com quase 30 anos de história, começou em 1989 em Abrantes. Um serviço definido pelo seu diretor em duas palavras: “autonomia e diferenciação. É um serviço autónomo, no recurso a tarefas externas, e diferenciador”, destacou.

Desde 2003 que o serviço de Urologia do CHMT realiza Consulta de Andrologia, Cirurgia de Ambulatório desde 2006, Cirurgia Laparoscópica desde 2009, Cirurgia Endoscópica do Alto Aparelho Urinário desde 2013, e Biopsias Prostáticas eco-guiadas desde 2014.

João Dias, citado em nota de imprensa, afirmou que, “transversalmente, existe um staff de profissionais com grande capacidade de cuidados técnicos, científicos e globais, e de inserção na comunidade”, tendo referido que no CHMT “faz-se tão boa urologia como em qualquer hospital central”.

“Este é um desafio para a Medicina, como são a procura e evolução no sentido de se fazerem cada vez mais cirurgias minimamente evasivas e cada vez mais em ambulatório. A medicina moderna é cada vez mais antecipativa, cada vez mais preventiva e menos curativa”, frisou.

 Urologia no CHMT – A dinâmica do serviço

No ano de 2015 foram efetuadas mais de 900 cirurgias e realizadas mais de 10.500 consultas no Serviço de Urologia do Centro Hospitalar de Médio Tejo, segundo  informação do CHMT.

Números que a administração do CHMT afirma “demonstrar a produtividade e dinâmica de serviço”, com 4 urologistas, 23 enfermeiros, 12 assistentes operacionais e 1 assistente administrativa. Segundo João Dias, os números refletem “o cumprimento dos objetivos, em número de consultas e tempos de espera. Não temos morbilidade cirúrgica e temos zero doentes transferidos para outros hospitais para serem operados”, realça.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here