CHMT | Jornadas abordam requalificação da ação no Serviço Social

Ana Cebola, diretora do Serviço Social do CHTM. Foto: DR

As II Jornadas promovidas pelo Serviço Social do Centro Hospitalar do Médio Tejo, acontecem esta sexta-feira, 25 de novembro, no auditório da Unidade de Torres Novas, a partir das 9h00. Segundo Ana Cebola, diretora do Serviço Social do CHTM, este é “um momento para refletir a nossa prática e partilhar com outros profissionais aquilo que é o nosso trabalho do dia-a-dia”.

PUB

Sob o mote ‘Requalificar o leque da ação’, esta segunda edição das jornadas tem uma temática que visa a multidisciplinaridade na abordagem ao doente e pretendem dar visibilidade do trabalho que é efetuado pelo Serviço Social no âmbito do encaminhamento dos doentes, tendo sempre presente que este é um trabalho integrado numa equipa multidisciplinar.

“O nosso trabalho visa essencialmente o planeamento da alta e, no fundo, isto reflete-se em termos de continuidade de cuidados, em termos do tratamento e do encaminhamento adequado que pretendemos que o doente tenha. Um internamento ou uma situação de doença provoca alterações em termos de ambiente sócio-familiar ou profissional das pessoas. É importante articularmos as respostas que existem na comunidade ou nas famílias às limitações que derivem da passagem pelo hospital”, explica Ana Cebola.

PUB

E para debater esta temática foram definidos quatro painéis, sendo eles “A qualidade na intervenção social”; “A multidisciplinaridade, contextos e práticas na saúde”; “Idosos: doença crónica e plano de cuidados” e “Cuidar de quem cuida”.

“Quisemos ter outros profissionais, de outras áreas, também para fazer uma abordagem das situações que trabalhamos. Requalificar o leque de ação é rentabilizarmos quer a nossa intervenção quer os recursos da comunidade. Cada vez mais as problemáticas sociais são complexas e nem sempre há uma adequação dos recursos e das formas de intervir”, diz a diretora do Serviço Social do CHMT.

Para Ana Cebola estas II Jornadas deverão contribuir “para melhorarmos a capacidade interventiva, agilizarmos a articulação com os recursos e estreitar relações. Juntar as pessoas que trabalham numa mesma área e rentabilizar aquilo que cada um puder fazer em benefício dos utentes.”

Dirigidas a profissionais de saúde, da segurança social, a cuidadores e todas as entidades que intervêm no âmbito das problemáticas sociais e de saúde, as jornadas do Serviço Social querem marcar posição e contribuir para um estreitar de relações.

“O estreitar de relações ajuda-nos a encontrar soluções. Queremos derrubar muros e rentabilizar o trabalho que fazemos viabilizando soluções que vão de encontro às necessidades dos doentes, pois o nosso objetivo de trabalho é comum: trabalhamos todos em prol do mesmo, em prol da melhoria das condições e qualidade de vida dos doentes”, conclui Ana Cebola.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here