Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

CHMT deu as boas-vindas aos 100 funcionários admitidos este ano

O Centro Hospitalar do Médio Tejo promoveu recentemente na Unidade de Tomar a uma sessão de acolhimento dos mais de 100 novos funcionários que entraram ao serviço, em 2016, em diferentes áreas de atuação: enfermagem, serviços da área de apoio à gestão, serviços administrativos, técnicos de diagnóstico e terapêutica e assistentes operacionais.

- Publicidade -

Carlos Gil, vogal do Conselho de Administração com a área dos Recursos Humanos deu as boas-vindas aos novos funcionários e destacou “o esforço que esta administração tem realizado com o objetivo de reverter a situação de descapitalização de recursos humanos que encontrou quando tomou posse”, acrescentando que “desde o final de 2015 que nos diferentes serviços já conseguimos contratar cerca de 140 funcionários para o Centro Hospitalar”.

Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração, justificou esta sessão de acolhimento reforçando a necessidade de construção de uma identidade na qual “o Centro Hospitalar do Médio Tejo se reveja como uma casa mais forte, cada vez mais Médio Tejo”.

- Publicidade -

O presidente do CA destacou o trabalho que tem sido feito para o “reforço dos Recursos Humanos, não numa perspetiva apenas numérica mas apostando em reforçar equipas e projetos, na perspetiva de se melhorarem sempre os serviços prestados à população”.

Para Carlos Andrade Costa é importante que “cada um se sinta parte de um bem comum, desejando que cada um possa sentir-se parte integrante de uma mesma dinâmica”, disse o presidente do Conselho de Administração do Centro hospitalar do Médio Tejo.

CHMT_sessao acolhimento2 (Foto: CHMT)
Sessão de acolhimento dos novos funcionários do CHMT que decorreu na Unidade de Tomar (Foto: CHMT)

A sessão de acolhimento contou ainda com os testemunhos de duas funcionárias do CHMT: a técnica coordenadora do Serviço de Imagiologia, Anunciação Oliveira, que há 30 anos trabalha no Médio Tejo, e a enfermeira Catarina Rodrigues que entrou para os quadros do Centro Hospitalar do Médio Tejo em fevereiro deste ano.

Duas experiências de vida que enriqueceram a sessão, pelos testemunhos e expectativas que cada uma apresentou e pela vontade de contribuírem para que “juntos sejamos mais Médio Tejo, a cada dia que passa, cumprindo a missão da instituição ao prestar os melhores serviços aos nossos doentes”.

A fechar a sessão de acolhimento, os recém funcionários do Centro Hospitalar do Médio Tejo foram desafiados pelo presidente do Conselho Consultivo, General Valença Pinto, a sentirem-se “parte daquilo que, pelo menos em termos de pertença e de adesão, gostaria de enunciar como ‘a família do CHMT’“.

Com o tema ‘Valores’ como mote da sua intervenção, o presidente do Conselho Consultivo do CHMT destacou que “seja qual for a função que se tenha e o patamar em que se está inserido, a essência do profissionalismo no campo da saúde reside na dedicação ao bem-estar dos doentes, colocando sempre esse bem-estar acima de considerações pessoais ou profissionais próprias”. Um critério de ação, que o General Valença Pinto apresentou assente em dois pressupostos: “o pressuposto de que as pessoas e os seus naturais e legítimos requisitos devem estar no centro dos nossos propósitos e o pressuposto que a dignidade é um valor inerente à condição humana”.

O presidente do Conselho Consultivo terminou a sua intervenção citando Pellegrino: “o trabalho em saúde define uma comunidade moral baseada no compromisso para com os outros”.

Retenham as ideias de comunidade, de moral e de compromisso”, concluiu o General Valença Pinto.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Pena que não tenham sido sequer publicitados os resultados dos concursos de assistentes operacionais aberto em Dezembro de 2015, e através do qual entraram alguns destes funcionários que são agora “acolhidos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome