Chamusca | Uma Semana da Ascensão online a superar expectativas

Os eleitos a tempo inteiro na câmara da Chamusca. Foto: DR

Até domingo a vila da Chamusca está a viver a sua tradicional Semana da Ascensão, não nos moldes habituais, mas sim num modelo online devido à contingência da pandemia. Mesmo assim “está a ter um feeb-back muito bom”. Quem o diz é o presidente da Câmara em declarações ao mediotejo.net em vésperas do feriado municipal, esta quinta feira de Ascensão, Dia de Espiga.

Paulo Queimado reconhece que “não é a mesma coisa. Irmos à rua e não ouvirmos a música, não termos estes momentos de partilha com os amigos e a família”. Para a vice-presidente da Câmara, Cláudia Moreira, também “é uma dor de alma ver o largo da vila vazio”. Aquele que costuma ser “um momento de reencontro que tem a ver com afetos e confraternização entre amigos, este ano não é possível”.

Para não deixar esquecer a Ascensão e manter viva a tradição e o espírito da festa, a Câmara preparou uma programação diversificada que passa sobretudo pelas redes sociais. Diariamente são transmitidos em direto concertos ao vivo que são seguidos por milhares de pessoas. “Tem sido muito bom, tem sido um feed-back maravilhoso”, realça o presidente da Câmara.

PUB

O espetáculo de abertura da festa, com José Cid, como estava anunciado há vários meses, já regista mais de 6 mil visualizações e centenas de interações e partilhas no Facebook.

Paulo Queimado lembra que, “se há alguns anos a Câmara tinha dificuldades financeiras, nessa altura foram os próprios artistas da Chamusca que ajudaram a Câmara a fazer a festa e não cobraram cachet. Agora achámos que era chegada a altura do município retribuir aos artistas chamusquenses, muitos deles até são profissionais e muitos deles não têm tido rendimentos praticamente nenhuns nos últimos quase três meses”.

O autarca destaca o alcance das transmissões online e que permitem aos chamusquenses que estão no estrangeiro acompanhar a festa e poderem “sentir-se em casa”.

Desde o dia 20 de maio que a câmara possibilitou aos vendedores de farturas e de pão com chouriço que se instalassem no largo da Chamusca para poderem comercializar os seus produtos como o faziam em anos anteriores. “É mais um cheirinho a festa”, afirma Paulo Queimado.

Nesta quinta feira da Ascensão, está garantida a transmissão em direto da bênção dos Dons da Terra na Igreja matriz da Chamusca, cerimónia da parte religiosa organizada pela paróquia e à qual a Câmara se associa.

A Semana da Ascensão decorre assim num formato como nunca foi feito. As redes sociais, por onde passam todos os eventos do programa, permitem que se recorde o que foram as anteriores festas com a passagem de vídeos nos quais se revisita as entradas de toiros, os espetáculos, as corridas de toiros, as atividades culturais e todo o ambiente único que se vive por estes dias no coração do Ribatejo.

“Em casa como nunca, memorável como sempre” é o slogan da edição deste ano da Semana da Ascensão. A Câmara lançou uma série de desafios aos Chamusquenses para que se mantenha vivo o espírito da festa.

Os moradores foram desafiados a engalanar as suas janelas, portas e varandas, a comprar um kit (t-shirt, fita e pulseira) por 12,50 euros (com uma componente solidária, quatro euros revertem a favor da Associação dos Bombeiros Voluntários da Chamusca), a partilhar memórias nas redes sociais com a hashtag #AscensãoénaChamusca e a assistir a todos os conteúdos e surpresas até domingo.

Se em 2019, o orçamento da festa rondou os 250 mil euros, este ano, pela contingência da pandemia, o orçamento é “muito curtinho” como revela o presidente Paulo Queimado. As despesas limitam-se praticamente aos cachets dos músicos, e à contratação dos técnicos de som, luz e vídeo.

Programa musical até domingo:

21 – 17h00 – Victória Ensemble SFIRCV; 21h30 – Noite de fados

22 – 21h30 – David Antunes

23 – 21h30 – João Chora

24 – 21h30 – Manuel João Ferreira

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here