Chamusca | Tudo pronto para a transferência da Resitejo para a RSTJ

“Neste momento temos tudo pronto para fazer a transferência da Resitejo para a RSTJ”, garantiu o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca em reunião do executivo. Paulo Queimado referia-se à transferência do património e da atividade da Resitejo, que é a Associação de Municípios de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo para a Empresa Intermunicipal RSTJ, da qual fazem parte os mesmos 10 concelhos: Alcanena, Chamusca, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Santarém, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

PUB

“A expectativa é que, até ao final do mês de junho ou princípio de julho, se consiga fazer a transferência da universalidade da Resitejo para a RSTJ”, adiantou o autarca.

Aguardava-se por um parecer vinculativo da Autoridade Tributária acerca dos impostos a pagar pela passagem do património de uma entidade para outra. Paulo Queimado explicou que a resposta é que tem de ser feito o pagamento à AT de 800 mil euros “e depois logo se vê”, ou seja, uma eventual isenção só é analisada à posteriori.

PUB

A auditora Pricewaterhousecoopers & Associados foi contratada para fazer a avaliação patrimonial da Resitejo bem como o estudo de impacto regulatório que, entre outros objetivos, vai definir a tabela de preços de tratamento de lixo por tonelada.

A previsão de Paulo Queimado, que além de autarca da Chamusca é Presidente da Administração da Resitejo, é de que o preço que os Municípios pagam para tratamento de resíduos “vá subir muito”.

No entanto, alguns Municípios recusam-se a pagar mais, o que leva a que se criem problemas de tesouraria na Resitejo, revelou o autarca, apontando ser esta a “grande preocupação” e “um dos temas quentes” entre os autarcas que compõem os órgãos sociais da Resitejo.

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).