Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Maio 13, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Chamusca | Resitejo sem diretor geral depois de Diamantino Duarte se reformar

Desde o início de março que Diamantino Duarte deixou de exercer as funções de administrador-delegado na Resitejo (RSTJ) por ter atingido a idade da reforma. Só após as eleições autárquicas será eleita nova administração da RSTJ.

- Publicidade -

Segundo informação de Paulo Queimado, presidente da câmara da Chamusca e do Conselho de Administração daquela empresa intermunicipal, foi solicitado a Diamantino Duarte que continuasse a colaborar nesta fase de transição, através de uma prestação de serviços de consultoria, no processo de transferência de dossiês até às eleições autárquicas.

Por isso, nesta altura não há qualquer administrador delegado na empresa, competindo ao Conselho de Administração e às chefias da RSTJ assegurar o seu funcionamento, revelou o autarca na reunião da câmara da Chamusca no dia 20.

- Publicidade -

Depois das eleições autárquicas, será eleita nova administração da RSTJ e nessa altura será designado um administrador delegado, anunciou Paulo Queimado.

Reformado aos 64 anos, Diamantino Duarte regressa à política autárquica. Integra (em 2º lugar) a lista do PS à União de Freguesias da Cidade de Santarém. Do seu percurso como autarca consta a presidência da Junta de Freguesia de Tremês, onde reside, foi vereador da Câmara de Santarém, liderou a concelhia do PS na Chamusca e mantém, há mais de 10 anos, o cargo de presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Santarém.

Na reunião de 13 de janeiro do Conselho de Administração da RSTJ, Diamantino Duarte informou que lhe foi deferido o pedido de aposentação com data de 1 de janeiro de 2021, anunciando nessa altura a apresentação da rescisão do contrato de trabalho que tinha com a RSTJ a partir de 28 de fevereiro.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome