Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Chamusca | Programa Junta Jovem “superou todas as expectativas” (c/ fotos e vídeo)

A terceira edição do Programa “Junta Jovem” que decorreu durante o mês de agosto na freguesia da Carregueira, concelho da Chamusca, registou um “balanço muito positivo” e “superou todas as expectativas”. As palavras são do presidente da Junta, Joel Marques, e foram proferidas durante a festa de encerramento do programa no dia 31 de agosto.

- Publicidade -

Neste projeto destinado aos jovens dos 15 anos 22 anos e que “visa a participação em projetos da freguesia em diversas áreas de interesse social e comunitário”, participaram 22 jovens.

A Junta já tinha os chamados campos de férias para crianças dos 6 aos 14 anos e para colmatar o “fosso” que existia em termos de atividades para jovens a partir dos 15 anos, criou-se há três anos o Programa “Junta Jovem”.

- Publicidade -

Joel Marques não tem dúvidas que este foi o melhor ano da ação, correspondendo ao “apelo ao espírito criativo e comunitário dos jovens no sentido de estes desenvolverem algumas atividades em prol da comunidade”.

Final do Programa Junta Jovem, dinamizado pela Junta de Freguesia da Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 31 de Agosto de 2018

“Estes jovens são extraordinários. Tiveram um desempenho brilhante”, realça o autarca. Além da requalificação de espaços como fontes, muros e logradouros nas aldeias da Carregueira e do Arripiado, o “expoente máximo” foi a inauguração da Cabine de Leitura, que resulta de um protocolo com a Fundação Portugal Telecom. Trata-se de uma cabine telefónica situada no centro da Carregueira e que foi transformada numa mini-biblioteca. Coube aos jovens a recuperação, pintura e adaptação da cabine, bem como a recolha de livros. Nesta iniciativa houve um bom acolhimento e os livros vieram de instituições, autarquias e cidadãos anónimos que ofereceram livros.

E para inaugurar a Cabine de Leitura, a Junta de Freguesia convidou simbolicamente, Irene Marques, de 71 anos, a única munícipe que, em duas campanhas eleitorais, pediu ao Presidente da Junta a criação de uma biblioteca.

Joel Marques faz questão de salientar, a par do empenho e dedicação dos jovens, a recetividade e carinho com que a população local acolheu a iniciativa e apoiou os participantes. “As pessoas ficam orgulhosas por verem, numa aldeia rural, jovens a desempenhar funções sociais. A população deu uma resposta fantástica a este projeto”, frisou. O autarca referiu-se ainda ao espírito de amizade e entreajuda que houve entre os jovens, numa experiência marcante para a vida deles no futuro.

Presidente da Câmara entrega os 50 livros para a Cabine de Leitura. Foto: mediotejo.net

Câmara oferece 50 livros

Na festa de encerramento do Programa ”Junta Jovem” marcaram presença, além de todo o Executivo da Junta e de alguns membros da Assembleia de Freguesia, elementos do Executivo Camarário que se fez representar pelo presidente Paulo Queimado, vice-presidente Cláudia Moreira, e ainda pelo vereador Rui Ferreira.

Na sua intervenção, Paulo Queimado referiu-se ao projeto Matriz 21, a iniciar em setembro. Trata-se de um gabinete destinado aos jovens onde estes têm acesso a todo o tipo de informação do seu interesse como formação, estágios, emprego, etc. Falou ainda do Banco Local de Voluntariado, apelando à participação dos jovens, das bibliotecas (fixa e itinerante) e do projeto de recolha de fotografias e histórias antigas. No final abriu dois caixotes onde estavam 50 livros para a Cabine de Leitura, oferta da Câmara.

Foram entregues diplomas de participação aos 22 jovens, num espaço onde estava patente uma exposição de telas feitas pelos jovens com objetos do quotidiano. Cada obra era vendida pelo preço mínimo de 5 euros, verba destinada à Associação Amigos dos Animais da Chamusca.

No mesmo dia, realizou-se também a festa de encerramento do campo de férias, que durante quatro quinzenas, ocupou cerca de 70 crianças dos 6 aos 14 anos.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome