Chamusca | Problema das tampas na EN 118 já começou a ser resolvido

As tampas de esgoto ao longo da EN 118 na vila da Chamusca, consideradas “um martírio” pelo próprio presidente da Câmara Municipal devido ao barulho que fazem à passagem das viaturas, já começaram a ser arranjadas.

Os trabalhos de estabilização e insonorização das tampas começaram na segunda quinzena de setembro. Para esta tarefa, mas apenas em relação às tampas dos esgotos pluviais, a câmara contratou uma empresa especializada, esclareceu Paulo Queimado (PS) em resposta a uma questão levantada pela vereadora Gisela Matias (CDU) na reunião de Câmara do dia 20.

Falta agora o arranjo das tampas dos esgotos domésticos, da responsabilidade da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo. “Os trabalhos deveriam ter começado há semana e meia. Estamos a aguardar”, informou o autarca.

PUB

O problema tem sido levantado periodicamente nas reuniões de Câmara e parece estar finalmente em vias de ser solucionado. As folgas das tampas de esgoto e os problemas nos aros que as suportam, fazem com que haja ruído cada vez que passa uma viatura, para desespero de quem reside naquela artéria principal da vila.

PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).