Chamusca | População de Ulme recria o “espeta a burra”

Não sendo possível a realização anual do evento “espeta a burra” por causa da pandemia covid-19, o presidente da Junta de Freguesia de Ulme (Chamusca), Mário Ferreira, lançou o desafio para que a população recriasse aquela tradição em suas casas. E assim, no fim de semana, várias famílias aderiram à recriação da confeção do almoço dos antigos trabalhadores rurais nos quintais de suas casas.

PUB

A iniciativa é organizada pelo Centro de Dia Casulme e pela junta de Freguesia de Ulme, estando nomeada para as 7 maravilhas da cultura popular.

Consiste na confeção de uma refeição, em meio campestre, com os participantes trajados como antigamente e utilizando utensílios como a caldeira, alforges, cabaça de colorau ou infusas, não esquecendo a “burra”, ferro ou estrutura em madeira que se espeta no chão e que segura a caldeira ou panela.

PUB

A gastronomia e a forma artesanal de confecionar a refeição é sempre um pretexto para um dia de convívio entre a população.

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).