- Publicidade -

Chamusca | Município reforça apoio financeiro às IPSS para combater pandemia

Em abril deste ano o Município da Chamusca já tinha atribuído às IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho uma verba de 27.500 euros para o apoio financeiro à implementação de medidas de combate e mitigação da pandemia Covid-19. Esta semana, reforçou e renovou os protocolos com essas instituições através de adendas aos protocolos assinados e que representam um novo apoio no valor de 27.600 euros, perfazendo um total de mais de 55 mil euros.

- Publicidade -

Através deste protocolo, o Município apoia as IPSS do concelho na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e de produtos/material de limpeza e desinfeção que as instituições tenham necessidade de adquirir.

Na apresentação da proposta de renovação do apoio, o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, frisou que este apoio é determinante nesta altura em que as instituições estão a enfrentar um acréscimo de custos por causa do aumento do número de casos positivos.

- Publicidade -

Além disso, conforme lembrou o autarca, as IPSS “obtinham algumas receitas através da realização e da participação em eventos algo que, neste ano atípico, não têm conseguido”.

“Houve uma redução significativa nas suas receitas próprias com estas atividades. Neste momento, há ainda uma grande preocupação com o acréscimo de despesas decorrentes da aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI)”, acrescentou Paulo Queimado, informando que há duas IPSS com casos positivos, Chouto e Parreira, que passam por “dificuldades na sua atividade operacional” pela falta de recursos humanos.

“Daí a importância da interajuda entre as instituições”, sublinhou o Presidente da Câmara da Chamusca.

“Esta é mais uma medida de apoio excecional do Município à comunidade do concelho, num tempo em que se torna imperioso e primordial o contributo das IPSS, enquanto prestadores de cuidados à população mais idosa, uma das mais vulneráveis a esta pandemia”, explica a autarquia em nota de imprensa.

As cinco IPSS abrangidas pelo protocolo são: Centro de Apoio Social da Carregueira, Santa Casa da Misericórdia da Chamusca, CASULME – Centro de Apoio Social de Ulme, Aconchego – Centro de Apoio Social de Vale de Cavalos, Centro de Apoio Social do Chouto e Centro de Apoio Social da Parreira.

No total, o Município já disponibilizou às IPSS mais de 55 mil euros em apoios financeiros diretos para medidas concretas de combate à pandemia. Além disso, é de salientar o trabalho em rede de todos os parceiros de Ação Social do concelho na procura de soluções articuladas, para responder às necessidades de cada instituição e da comunidade como um todo.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).