- Publicidade -

Chamusca | Município intervém em cruzamento para reduzir sinistralidade

Um dos pontos de maior sinistralidade rodoviária no concelho da Chamusca foi alvo de intervenção por parte do Município. Trata-se do cruzamento entre a Estrada Municipal 586, conhecida por Estrada do Campo, e a Estrada Nacional 118, na zona do Largo do Areal, na entrada sul da vila.

- Publicidade -

A intervenção de reconfiguração teve como objetivo, conforme explica a autarquia em nota de imprensa, “ajudar a melhorar a perceção dos condutores de que este cruzamento se trata de uma placa semicircular e não uma rotunda, situação que induzia em erro muitos automobilistas que circulavam no sentido EM586 – EN118 e que provocou já diversos acidentes nesta zona”.

A reconfiguração da placa semicircular consistiu em colocar barreiras físicas a encerrar o troço da placa semicircular que permitia fazer a inversão de marcha e que contornava a escultura de homenagem ao trabalhador agrícola, erigida no centro da placa.

- Publicidade -

Foi também reforçada a sinalização horizontal na EM586, com o aumento das bandas sonoras instaladas na via, e ainda a sinalização vertical de aproximação de cruzamento, com a colocação de mais sinais de aviso de cedência de passagem e de STOP.

A intervenção foi realizada por administração direta do município, em articulação e com o parecer favorável da Infraestruturas de Portugal, que tutela a EN118.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).