- Publicidade -

Domingo, Dezembro 5, 2021
- Publicidade -

Chamusca | Marchas populares unem povo da Freguesia da Carregueira (c/fotos e videos)

Mais público, maior envolvimento da população e mais criatividade nas marchas e guarda-roupa é o balanço da terceira edição das Marchas Populares da Freguesia da Carregueira, no Concelho da Chamusca.

- Publicidade -

O resultado de alguns meses de trabalho de centenas de pessoas da Freguesia foi mostrado a outras tantas pessoas no espaço desportivo polivalente durante a noite de sábado, dia 16, espetáculo que se vai repetir no dia 23 de junho, na zona ribeirinha do Arripiado.

Desde há três anos que a Junta de Freguesia organiza esta iniciativa registando uma crescente adesão tanto de marchantes como de público.

- Publicidade -

Presidente da Câmara, Paulo Queimado, e Presidente da Junta, Joel Marques (Foto: mediotejo.net)

A Freguesia da Carregueira é basicamente constituída por duas localidades: Carregueira e Arripiado que, apesar da ancestral animosidade, hoje em dia dissipada, unem-se no projeto comum que são as marchas populares.

“Carregueira e Arripiado formam uma Freguesia unida, e marcam de braço dado rumo ao futuro”, lê-se no folheto das marchas. Por coincidência, uma aldeia com nome masculino (Arripiado) e outra com nome feminino (Carregueira) que “vão casar, assim deus queira”. “Cá vamos nós, de braço dado, orgulho dos nossos avós, Carregueira e Arripiado, cá vamos nós, com euforia, cantando pra todos vós”, diz a marcha da Freguesia.

Uma ideia reforçada pelo Presidente da Junta, Joel Marques. “Foram longos os dias, as semanas e os meses de trabalho e dedicação em que todas se envolveram com orgulho e paixão naquele que é o momento alto de demonstração do amor de um povo pela sua terra”, afirma o autarca.

Durante mais de duas horas foi possível ver “o resultado de cerca de seis meses de trabalho, dedicação e empenho que juntaram marchantes, coreógrafos, cantores, padrinhos, músicos costureiros, cenógrafos, aguadeiros, mascotes e ajudantes”, acrescentou, mostrando-se orgulhoso por “pertencer a esta terra”.

Marchas Populares na Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 16 de Junho de 2018

O espetáculo começou com o desfile de apresentação das cinco marchas ao som da marcha da freguesia, “Cá Vamos Nós”, com música cedida pela marcha de Alfama e letra de António Valador, Dulce Costa e Patrícia Costa.

Idosos e crianças integraram a Marcha da Universidade Sénior da Junta de Freguesia da Carregueira que desfilou com o tema “A Essência” numa referência à laranja e à sua flor, predominantes na Freguesia.

Marchas Populares na Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 16 de Junho de 2018

De seguida entrou a Marcha com maior número de participantes, a da Associação de Danças e Cantares os Camponeses da Carregueira com o tema “O Arraial Popular”.

Depois da Marcha do Rancho Folclórico Etnográfico Infantil da Carregueira com o tema “As Flores”, atuou a União Cultural e Desportiva Arripiadense com o tema “As Azenhas” numa referência às muitas azenhas que existiam na zona como forme de aproveitar a energia hidráulica para moer os cereais.

A última foi a Marcha do Grupo Desportivo União Carregueirense / Amigos da Tradição com o tema “A Amizade”.

Marchas Populares na Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 16 de Junho de 2018

A abrilhantar o espetáculo estiveram os músicos da Sociedade Filarmónica de Instrução e Recreio Carregueirense “Vitória” fundada há 88 anos.

Balanço “muito positivo”

Já passava da meia noite quando o espetáculo terminou. O autarca Joel Marques afirmou no final ao mediotejo.net que “o balanço só pode ser muito positivo”.

“A partir do momento que há o envolvimento de uma Freguesia de cerca de 2 mil habitantes e quando temos o envolvimento direto de mais de 300 pessoas, isto prova que, antes de haver o próprio desfile, já era um sucesso”, exaltou o Presidente da Junta.

O autarca fez questão de sublinhar que “a freguesia da Carregueira é uma freguesia diferente, que apela às suas tradições e as mantém. Estamos a honrar quem nos fez, quem nos ensinou a gostar da terra, a cheirá-la e a senti-la. Somos assim, somos diferentes, somos especiais”.

Joel Marques sublinhou a ideia de que o projeto das Marchas Populares é para continuar, considerando “importante a realização destes encontros intergeracionais”, que enaltece a Freguesia e deixa as pessoas da terra “positivamente orgulhosos”.

Também o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, que marchou juntamente com a sua Vice-Presidente Cláudia Moreira, deu os parabéns ao Presidente da Junta e à sua equipa por conseguir mobilizar tanta gente, parabéns que estendeu ao povo da Freguesia e do Concelho. Revelou que desde 1999 não participava na marcha da Carregueira.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome