PUB

Chamusca | Marchas Populares da Carregueira proporcionam “noite extraordinária” (c/ fotogaleria e vídeos)

As Marchas Populares da Carregueira, no concelho da Chamusca, que saíram à rua este sábado à noite naquela localidade e que regressam no dia 29 no Arripiado, repetiram o sucesso do ano passado com o polivalente completamente esgotado para ver os cinco grupos representativos de outras tantas coletividades e instituições da freguesia.

PUB

“Foi uma noite extraordinária, de elevação e de projeção da nossa Freguesia”, afirmou, no final do desfile das cinco marchas, o presidente da Junta. Joel Marques dizia estar “orgulhoso e feliz tal como todos os habitantes da Freguesia”.

O autarca faz questão de sublinhar que a iniciativa das Marchas, que já vai na 4ª edição, “não é um projeto da junta de freguesia ou das associações, é sim um projeto comum, de todas as pessoas, de toda a freguesia”.

PUB

“Estamos orgulhosos e felizes com esta demonstração da nossa capacidade de sermos bairristas”, reforçou.

Para a edição deste ano e pela segunda vez por iniciativa da junta, foi realizado previamente um workshop com Vanessa Rocha, ensaiadora da marcha de Alfama, de que resultou um acréscimo na qualidade do espetáculo.

“Melhorámos, evoluímos”, reconheceu Joel Marques, que fez notar a especificidade das marchas da Carregueira, sem carácter competitivo, ao contrário das marchas de Lisboa.

O apoio da Câmara Municipal da Chamusca como co-organizadora traduziu-se em todo o apoio logístico e técnico em termos de som, produção gráfica e cobertura vídeo do evento.

A Junta de Freguesia dá um apoio a cada Marcha (cinco no total) e à Banda da Carregueira no valor de mil euros, o que perfaz 6 mil euros, valor que “é pesado” no orçamento da junta mas que é visto como “um investimento na comunidade”.

Pelo quarto ano consecutivo, cinco associações mostraram o resultado de alguns meses de trabalho envolvendo centenas de pessoas da freguesia numa prova de união e entrega dos moradores, de todas as idades.

Apesar da ancestral animosidade entre as duas localidades que constituem a freguesia, Carregueira e Arripiado, hoje em dia dissipada, a população une-se no projeto comum que são as Marchas Populares.

Marchas Populares na Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 22 de junho de 2019

A noite de sábado, 22, começou com o desfile de apresentação de todos os grupos, os agradecimentos e entrega de lembranças, num espetáculo em que o próprio presidente da junta assumiu a condução da apresentação.

A primeira a entrar no recinto foi a Marcha da Universidade Sénior da Junta de Freguesia da Carregueira, onde não faltou um grupo de crianças “mascotes”, que cantou e coreografou o tema “Rumo à Lua e às Estrelas”.

Marchas Populares na Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 22 de junho de 2019

O centenário da Praça de Touros da Chamusca que se assinala este ano serviu de inspiração à Marcha do Grupo Desportivo União Carregueirense / Amigos da Tradição. Pormenor que saltava à vista eram os sete arcos que integravam a marcha, apresentando o padrão dos azulejos existentes na porta principal da arena, e também presente nos trajes.

“As Vindimas e o Vinho” foi o tema escolhido para o tema e a coreografia da Marcha do Rancho Folclórico Etnográfico Infantil da Carregueira, apresentado em tom alegre e divertido.

Depois atuou a União Cultural e Desportiva Arripiadense com o tema “Arripiado, a Lenda” numa referência às origens do nome da localidade. O Castelo de Almourol, que faz parte dessa lenda, foi representado nos sete arcos da marcha.

Marchas Populares na Carregueira, Chamusca

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 22 de junho de 2019

A última a atuar foi a Marcha da Associação de Danças e Cantares os Camponeses da Carregueira com o tema “Girassol à Janela”. As cores desta flor sobressaiam nos trajes e dos arcos do grupo constituído por 36 marchantes na sua maioria jovens.

A Sociedade Filarmónica de Instrução e Recreio Carregueirense “Vitória”, que se prepara para comemorar o seu 90° aniversário no próximo ano, foi a banda de serviço durante toda a noite, animando praticamente todo o espetáculo.

As Marchas regressam à rua no dia 29 no Arripiado, localidade situada à beira Tejo. O presidente da Junta fala nessa segunda atuação como “um registo completamente diferente” por ser em recinto aberto, mas em que se promete “mais uma noite extraordinária” de tradição e animação popular.

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).