- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Chamusca | Lançada petição para construção de nova ponte sobre o Tejo

Depois das autarquias e dos partidos políticos, é agora a vez dos cidadãos reivindicarem uma nova travessia sobre o rio Tejo na zona da Chamusca. Esta luta, que se tem intensificado nos últimos anos, ganha agora uma nova frente com algumas iniciativas de cidadãos.

- Publicidade -

Esta semana Sérgio Valador lançou uma petição em defesa de “uma nova Ponte para o concelho da Chamusca”, que já conta com algumas dezenas de subscritores.

“Há vários anos que estamos à espera da construção de uma nova ponte na Chamusca. Aquela que temos não permite que se cruzem dois pesados no seu tabuleiro”, lê-se no texto da petição, numa referência à centenária ponte João Joaquim Isidro dos Reis, localizada sobre o rio Tejo na Estrada Nacional 243 e inaugurada em 1909.

- Publicidade -

Os subscritores lembram que “a população do concelho da Chamusca aceitou resíduos perigosos nos seus aterros, mas as nossas infraestruturas (ponte da Chamusca e estrada principal) não estão preparadas para receber o transporte desses resíduos”. Está em causa o transporte de resíduos para o Eco-Parque do Relvão, cujas viaturas têm de atravessar a vila da Chamusca ou a centenária ponte, com a impossibilidade de se cruzarem dois pesados em simultâneo no tabuleiro da ponte, situação que se agrava devido à avaria nos semáforos.

No texto da petição relembra-se que “na Assembleia da República todos os partidos compreenderam e votaram para uma resolução. Mas entre PIN’S e bazucas nada é concretizado”.

- Publicidade -

“Saturados de esperar” estão o povo da Chamusca e de concelhos vizinhos, bem como outros utilizadores individuais ou empresas que usam aquela travessia.

O apelo vai no sentido de que o governo e os órgãos de soberania ajudem a encontrar uma solução. A petição será enviada ao Presidente da República, Infraestruturas de Portugal, Assembleia da República e Primeiro Ministro.

Com cerca de 200 “likes” e o mesmo objetivo, foi criada no Facebook a página “Nova ponte da Chamusca, agora Basta”.

 

 

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome