Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Chamusca | Dia Mundial da Alimentação assinalado nas escolas com várias iniciativas

Em todas as Escolas do 1.º Ciclo e Jardins-de-Infância do concelho da Chamusca foi assinalado, no dia 16, o Dia Mundial da Alimentação, com diversas atividades relacionadas com hábitos de vida saudável.

- Publicidade -

Logo pela manhã, os Agentes Vitamina juntaram-se aos mais pequenos numa atividade integrada na iniciativa Daily Mile, um desafio internacional lançado pela Daily Mile Foundation e apoiado pela Federação Portuguesa de Atletismo, e que apela à prática desportiva diária nas escolas, nomeadamente, desfiando as crianças a que corram ou caminhem em passo rápido, todos os dias, durante cerca de 15 minutos.

A atividade foi dinamizada pela professora Fátima Santos, do AEC, e envolveu as crianças do Centro Escolar da Chamusca. “Este foi o primeiro dia de muitos outros dias de atividade física diária que se pretende que sejam regulares e contribuam para o bem-estar social, emocional e mental das crianças, assim como para melhorar a sua saúde e a condição física global”, explica a Autarquia em nota de imprensa.

- Publicidade -

No Centro Escolar da Chamusca, as turmas de 1.º ciclo e dos Jardins-de-Infância participaram ainda num mega-aula de dança, dinamizada pela Associação Tempos Brilhantes e, logo em seguida, realizou-se um lanche saudável partilhado para todos os alunos.

Houve também a elaboração de folhetos sobre o Dia Mundial da Alimentação, pelos alunos do 4º ano, no projeto “Pequenos Heróis”, das Atividades de Enriquecimento Curricular.

Durante o dia, os Agentes João Agrião e Angelina Tangerina estiveram a distribuir informação aos alunos, com 15 dicas para uma alimentação saudável.

As iniciativas foram dinamizadas pelo município, em conjunto com o Agrupamento de Escolas (AEC) e com a Associação Tempos Brilhantes.

 

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome