Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Chamusca | CDU preocupada com situação difícil das instituições sociais

A bancada da CDU na Assembleia Municipal da Chamusca alertou para “a situação difícil em que se encontram as IPSS´s do concelho”, que “é merecedora de intervenção por parte do Município”. Isto “após um acompanhamento permanente e recente contacto com os dirigentes de todas as Instituições pela vereadora Gisela Matias (CDU) confirmando que desde o mês de julho a situação financeira se tem vindo a agravar”, alerta aquela força política em comunicado.

- Publicidade -

Numa ação conjunta da vereadora, deputadas e deputados da CDU na Assembleia Municipal e após contactos com todas as IPSS do concelho, a conclusão é que essas instituições “estão numa situação delicada”. ‘Estamos a atingir o limite’, ‘não sabemos como vamos conseguir gerir os próximos tempos’, ‘estamos numa situação crítica’, ‘a situação está a atingir níveis dramáticos’, ‘ninguém quer saber de nós’…. desabafos citados no comunicado da CDU que “deixam muito desconfortável quaisquer autarcas profundamente preocupados. Mas, sobretudo, palavras que vindas daqueles que estão à frente das IPSS´s, demonstram a necessidade de actuação imediata”, alertam os autarcas comunistas.

Reconhecem que as IPSS’s “têm sabido reajustar-se, adaptar-se, e têm continuado a sua missão de acompanhamento dos seus utentes”. Mas, “esse reajustamento implica exercícios de gestão tremendos”.

- Publicidade -

A CDU refere que se trata de “instituições que trabalham com parcos recursos, com o instinto de dever social comunitário e que fazem verdadeiros malabarismos para continuarem activas”.

“É preciso fazer mais” porque “as linhas de emergência social não conseguem suprir as necessidades”, alerta a coligação.

Para a CDU instituições como o Centro de Apoio Social da Carregueira, a Santa Casa da Misericórdia, o Centro de Apoio Social “Aconchego” de Vale de Cavalos, o Centro de Apoio Social de Ulme “CASULME”, o Centro de Acolhimento Social do Chouto e o Centro de Apoio Social da Parreira “prestam um Inestimável Serviço Público a todos os fregueses e munícipes do concelho da Chamusca” e por isso “merecem mais atenção e apoio do Município”.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome