- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 25, 2022
- Publicidade -

Chamusca | Câmara avança com regulamento para reforçar segurança na zona rural

“Proteger e defender os agricultores das diversas freguesias da Chamusca” é o principal objetivo do “Regulamento Municipal de Horário Condicionado em Caminhos Rurais do Município da Chamusca” que se encontra em fase de consulta pública até ao dia 14 de agosto.

- Publicidade -

Este regulamento procura dar resposta à “violação do espaço rural e à prática de atos de vandalismos e roubos” que “cria nos empresários agrícolas, uma falta de segurança e um acumular de despesas suplementares”, refere a autarquia.

Por isso, à semelhança do que já fizeram os Municípios da Golegã e de Almeirim, a Câmara da Chamusca decidiu avançar com este regulamento que vai condicionar alguns caminhos dentro dos espaços rurais (agrícolas e florestais) nas freguesias, indo ao encontro de uma pretensão antiga dos proprietários e empresários agrícolas.

- Publicidade -

“A falta de um regulamento que discipline a utilização dos caminhos rurais retira às forças de segurança, a eficácia desejável no combate ao crime, que face à atual conjuntura sócio económica tende a aumentar”, argumenta a Câmara no preâmbulo do regulamento.

Segundo dados estatísticos, os roubos são mais frequentes quando a visibilidade é menor, ou seja, durante a noite. Com base nestes dados, o Município da Chamusca entendeu ser necessário “adotar medidas estratégicas que promovam a defesa da propriedade agrícola e dos seus bens móveis”.

- Publicidade -

Assim, quando entrar em vigor este regulamento, os caminhos rurais, no período entre as 19:00 e as 07:00, passam a ser percorridos apenas pelos proprietários ou arrendatários dos terrenos, por utilizadores dos espaços cruzados pelas referidas rodovias, ou seja, os agricultores, assim como, quem os apoia e fornece. EDP, caçadores, pescadores, veículos do Município da Chamusca devidamente identificados, veículos policiais e de emergência são algumas das exceções admitidas.

Para que este sistema de segurança funcione, a Câmara emite um dístico que identifica as viaturas autorizadas, processo que é tratado no edifício dos Paços do Concelho.

Por coincidência, na semana em que começou a fase de consulta pública deste regulamento, a GNR da Chamusca deteve três indivíduos suspeitos de furto de cortiça em propriedade privada, na localidade de Semideiro. Foram apanhados em flagrante a cortar cortiça de um sobreiro, sem autorização do proprietário. Este é apenas um de muitos exemplos de furtos e vandalismo que têm acontecido nos últimos anos.

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da Câmara, Paulo Queimado, lamenta que os produtores não possam deixar máquinas ou qualquer tipo de equipamentos nos terrenos porque há sempre furtos de combustível ou das baterias ou de outros produtos. Relata ainda os requintes de malvadez com que os meliantes atuam. Quando não encontram as baterias nas viaturas cortam os cabos, quando não há gasóleo nos veículos colocam terra no depósito.

Para evitar, ou pelo menos, minimizar este tipo de situações, dentro de algumas semanas entra em vigor o “Regulamento Municipal de Horário Condicionado em Caminhos Rurais do Município da Chamusca”.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome