- Publicidade -

Chamusca | Antigo forcado encontrado morto em Santarém

Nuno Marques Luís, antigo forcado do Grupo de Forcados Amadores da Chamusca, que estava desaparecido desde o dia 5, foi encontrado morto nesta sexta feira, dia 7, na zona do Jardim de Cima, em Santarém, onde residia.

- Publicidade -

Foi o próprio pai que alertou as autoridades para o seu desaparecimento. Cerca das 23h30 do dia 5 dirigiu-se à esquadra da PSP de Santarém a dar conta da sua preocupação pelo facto de o filho, de 36 anos, não ser visto desde a hora do almoço.

“Nuninho”, como era conhecido, tinha problemas de diabetes e era insulinodependente, o que fez aumentar a preocupação pelo seu estado de saúde.

- Publicidade -

Família e amigos chegaram a partilhar apelos nas redes sociais, interrompidos com a informação de que foi encontrado sem vida.

Os bombeiros de Santarém foram chamados perto das 16 horas do dia 7 para remoção do cadáver, que será alvo de autópsia nos serviços de medicina legal da cidade.

O caso está a ser investigado pelas autoridades. Nuno, que era funcionário do hospital de Santarém, foi acusado nas redes sociais de ter vendido uma mota furtada no dia 2, publicação que entretanto foi apagada.

 

 

 

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).