Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

“Celine Dion-Uma mulher plena de estoicismo e determinação”, por Armando Rebelo

Conheci Celine Dion no final da década de 90, aquando me encontrava em Paris, em serviço da Antena1 e da Rádio Alfa, e tive o grato privilégio de entrevistar esta grande Senhora, sentindo logo o valor humano intrínseco desta Diva da música. Percebi que tinha um carater muito forte, mas igualmente uma humanidade sem limites.

- Publicidade -

Celine nasceu no Canadá em março de 1968 na pequena vila de Charle-Magne, uma zona pobre do Québec, filha de um cortador de carnes e de uma modesta dona de casa. Tem com os irmãos uma infância mais ou menos feliz e aos 12 anos conhece aquele que seria a grande e única paixão da sua vida, o produtor René Angélil, que se tornará seu marido em 1994 com um casamento católico na Basílica de Notre-Dame, em Montreal. A diferença de idades existentes entre ambos era enorme, cerca de 24 anos, mas isso não influiu na dualidade reciproca deste casal famoso onde os escândalos nunca foram públicos, se é que existiram. Durante toda a sua vida, para Celine o destino tem-lhe sido cruel. O seu marido, há uns anos a esta parte, descobre que tem um cancro de grande gravidade, o que levará a sua mulher a interromper a sua carreira de forma a melhor assistir o ser que ama. Igualmente o instinto maternal leva-a a grandes complicações, que vence com enorme força, sendo hoje mãe de um jovem de 15 anos e de 2 gémeos de 5 anos de idade.

Relativamente a seu marido, há uma nota digna de registo, que foi uma história de vida ainda em solteiros, e de René ter hipotecado a sua própria casa para poder produzir o 1ºdisco, em vinil desta sua ainda não mulher. Celine Dion, é muitas vezes criticada por algumas concessões a uma forma musical melodramática mas de grande beleza sonora. Todavia a intérprete canadiana possui uma voz ímpar numa garganta muito frágil, que lhe acreditou imensos dissabores, por ela vencidos.

- Publicidade -

Esta grande mulher da música do Québec e do Mundo, já bateu todos os recordes de vendas incluindo até as das maiores cantantes norte americanas e francesas.

Feminina até à raiz dos cabelos, Celine Dion considerou e penso que continua a considerar, que o poderio económico não é o objetivo maior da sua vida, mas sim o dever moral de apoiar, semelhantes de outras sociedades e outras gentes, bem como vidas e situações desumanas provocadas por catástrofes naturais, tendo para com estes casos, doado milhões de dólares.

De uma cultura rigorosa, fala fluentemente a sua língua natal, que é o francês no seu país bilingue, mas domina perfeitamente outros sete idiomas e em termos literários a sua cultura é de grande solidez, de uma mulher do mundo, donde sobressai o seu enorme amor a França, onde o próprio governo lhe concedeu a grande condecoração da Legião de Honra. Também o Canadá lhe atribuiu, bem como outros países variados,  honrosas condecorações de grande mérito.

Dion é um exemplo de mulher neste mundo complexo e pleno de veleidades, as quais Celine não perfilha de forma pública. Ao falar dos seus temas musicais, que todos conhecem, terei a veleidade de me permitir destacar a título pessoal o álbum “My Heart” publicado em 2003 e “Miracle” de 2004.

Mas a tragédia tem sido larga ao longo da vida de Celine Dion, há alguns anos morreu-lhe nos braços uma sobrinha de 16 anos e há poucos dias perde o seu marido e seu grande companheiro, bem como o seu irmão, todos vítimas de terríveis cancros.

Sem lágrimas públicas, Celine, em grande dor, decide adiar todos os seus grandes espetáculos programados, afirmando reconhecer que a vida é uma dádiva de Deus e que agora, e em primeiro lugar, é mãe de 3 filhos que adora e que dela necessitam, mais do que nunca.

Mas há outro amor, a música, e a sua carreira irá continuar em breve.

Sem espaventos julgo poder sentir e afirmar, que conjuntamente com a nossa grande Amália, estas foram as duas mulheres interpretes mais fascinantes que conheci, de forma profissional e pessoal.

A Vida, para ser vivida não precisa de milhões, nesta sociedade, onde Celine Dion é um exemplo notável de dignidade e rectidão.

Nasceu em Tomar em 1945. Jornalista reformado, colaborou com diversos órgãos de comunicação social regionais e nacionais, onde foi repórter, redator gráfico, bem como locutor e realizador de TV no Canadá.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here