Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Casal da Coelheira entre os 20 melhores brancos do mundo da revista Forbes

O crítico de vinhos da revista Forbes, Nick Passmore, publicou esta semana a sua lista dos 20 melhores brancos para este verão, abaixo de 20 dólares. Em destaque surge, sem surpresa, a sobriedade clássica dos vinhos franceses da Alsácia, o inconfundível carácter dos cítricos do Cabo, na África do Sul, a doçura dos néctares da Califórnia e da Toscânia italiana. Mas, entre as escolhas do crítico norte-americano, há espaço para um vinho português: Casal da Coelheira Reserva 2015, produzido junto às margens do Tejo, no Tramagal, concelho de Abrantes.

- Publicidade -

O vinho de Tramagal surge em terceiro lugar da lista, logo após um branco francês (Bourgogne Blanc 2014, Jean-Jacques Vincent) e de outro da Califórnia (Broadside Chardonnay 2014, San Lucas).

Forbes

- Publicidade -

Como se pode ler no rótulo, “este branco é proveniente das variedades Chardonnay e Arinto plantadas em solos arenosos não irrigados. Fermentou parcialmente em carvalho Francês a baixa temperatura potenciando a complexidade e os aromas varietais. Estagiou “sur lies” com “batonnage” durante 4 meses. É o complemento ideal para pratos de marisco e peixe grelhado. Será melhor apreciado se servido entre 10 e 12ºC.”

Na crítica nacional, têm sido destacados os seus aromas cítricos e de fruta madura, combinados com notas de baunilha e nuances de especiarias, com um final de boca ligeiramente seco.

No início do ano, este mesmo branco, mas do ano de 2014, foi considerado o melhor vinho do Tejo pelo Clube de Vinhos Portugueses, com uma nota de 19 valores.

Nas vindimas do ano passado, o enólogo Nuno Falcão Rodrigues já antecipava ao mediotejo.net que os vinhos de 2015 estariam, seguramente, entre os melhores da última década.

Mas se este é um excelente reconhecimento, a premiar o trabalho dedicado da família Rodrigues, para quem nos lê há ainda uma notícia melhor: é que este “tesouro” pode ser comprado na loja da Quinta do Casal da Coelheira por 4,75 euros…

13754462_10154378287461118_1957122495944147090_nCasal da Coelheira Reserva 2015, Tejo, Portugal | Chardonnay & Arinto

“Seco, com um toque de acidez, ainda que com o corpo suficiente para enfrentar os melhores peixes gordos, como um salmão grelhado ou um peixe-espada, ou até, pensando bem, uns pastéis de caranguejo picantes. Um pouco de pesquisa revelou que tem um elevado teor de açúcar residual, 6, mas o doce é mascarado pela acidez e explica a grande sensação de boca.”

Nick Passmore, Forbes

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome