Câmara de Abrantes investe um milhão de euros para ter “cidade inteligente”

A Câmara de Abrantes anunciou hoje um investimento de um milhão de euros no projeto “Abrantes Cidade Inteligente”, um modelo informático que vai permitir à autarquia efetuar uma melhor gestão e monitorização dos serviços públicos.

PUB

Definido pela presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque (PS), como “um novo paradigma da governação”, o projeto vai estender-se, gradualmente, da cidade a todo o concelho de Abrantes, no distrito de Santarém, “integrando todos os sistemas de monitorização dos serviços públicos e disponibilização de dados em tempo real, incluindo ferramentas que permitem ao cidadão participar na governança do município”.

O projeto, que já está em fase de execução em Abrantes, segue a tendência das “smart cities” (cidades sustentáveis), centradas nos cidadãos.

PUB

ABT_INTELIGENTEEm causa está a aplicação de “uma solução tecnológica que visa a criação de uma economia de partilha e de escala, procurando a sustentabilidade”, através de um modelo que resulta de uma parceria com as empresas IBM e COMPTA e o Instituto Politécnico de Tomar, entre outros parceiros.

Na presença da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, a presidente da Câmara de Abrantes referiu que o projeto será realizado em duas perspetivas.

PUB

A primeira centra-se na “adaptação da estrutura interna do município, apostando em ferramentas que apoiem o modelo de governança”.

A finalidade, destacou, é que “a médio e a longo prazo se alcancem ganhos de eficiência e poupanças, nomeadamente nas áreas da gestão de energia, resíduos, frota, consumos de água em espaços verdes e transportes e mobilidade”, a par do “desenvolvimento de uma rede local de produtores, comércio justo, videovigilância e monitorização centralizada e proteção civil”.

Por outro lado, o projeto tem o propósito de “aproximar os cidadãos dos serviços, com o reforço dos serviços ‘online, dos Espaços do Cidadão, e a aposta na instalação em Abrantes da Loja do Cidadão”.

ABT_INTELIGENTE2Prevê-se também fomentar ferramentas que possibilitem ao cidadão participar ativamente na tomada de decisões, como no orçamento participativo na aplicação móvel “Sou Cidadão”, através da qual se pode ter acesso a contactos, eventos e notícias.

Em resultado do trabalho que tem vindo a desenvolver com as empresas COMPTA, IBM e a Softinsa, a Câmara iniciou em novembro de 2015 a implementação do “Abrantes Cidade Inteligente” com a aquisição de equipamentos e aplicações informáticas, num investimento de um milhão de euros.

Em declarações à Lusa, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa disse que o projeto é “muito interessante nas duas vertentes que preocupam a administração central”.

A plataforma hoje apresentada, referiu, “permite gerir melhor a coisa pública, no caso o concelho, e permite obter ganhos de eficiência através de uma melhor monitorização na prestação de serviços públicos, como sejam de água, piscinas municipais ou iluminação pública”.

Maria Manuel Leitão Marques destacou a vertente da participação dos cidadãos e disse ainda que o projeto “só manterá Abrantes inteligente se Abrantes for permanentemente inovadora”.

A governante presidiu ainda à final do High School Innovation Summit, um concurso de ideias de produtos, iniciativa de um conjunto de parceiros empresariais, académicos e institucionais, de entre os quais o município.

O desafio foi lançado a cerca de 300 estudantes do ensino secundário da região do Médio Tejo.

Fotos: Fernando Baio/CM Abrantes

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here