Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Câmara de Abrantes aprova orçamento de 32,4 milhões de euros, mais 22% do que em 2016

O executivo da Câmara Municipal de Abrantes aprovou com os votos da maioria socialista um orçamento de 32,4 milhões de euros para 2017, documento que representa um aumento de 22% relativamente a 2016, anunciou a autarquia.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, a autarquia liderada por Maria do Céu Albuquerque (PS) refere que esta tendência de crescimento “inverte o decréscimo que se vinha a registar desde 2012 e tem por base a entrada em funcionamento dos mecanismos de apoio financeiro”, no âmbito do programa comunitário “Portugal 2020”.

Nesse quadro, acrescenta, a Câmara tem já financiamento comunitário aprovado para diversas intervenções e daí resulta que o orçamento inclua rubricas para obras como o Centro Escolar de Abrantes (edifício do Colégio de Fátima), o MIAA – Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes, o MAC – Museu de Arte Contemporânea Charters D’Almeida”, o Parque Lúdico Intergeracional de Vale de Rãs, a reflorestação e gestão florestal, a requalificação e ampliação da Galeria de Arte, e a valorização da Igreja de S. Vicente, entre outros, empreitadas que “vão iniciar-se brevemente mas com continuidade para o ano de 2018 e seguintes”.

- Publicidade -

O orçamento prevê a realização de um conjunto de intervenções em todo o território concelhio, sendo de destacar a construção da Unidade de Saúde Familiar do Rossio, requalificação de parques infantis, melhorias nos espaços exteriores dos Centros Escolares e conservação dos edifícios escolares, ampliação de cemitérios, Núcleo Museológico do Tramagal, requalificação do Largo 1º de Maio, e beneficiação de estradas municipais.

No âmbito das várias rubricas das Grandes Opções do Plano e Orçamento, estão também previstos investimentos (em curso ou em preparação) em diversas áreas como a implementação do Projeto Educativo e do Plano Municipal de Acessibilidades, instalação da Loja do Cidadão, dinamização do Serviço Municipal de Apoio ao Empresário e do Programa de Incentivo à Inovação Empresarial, construção de aceleradores de empresas, implementação da Estratégia de Revitalização do Comércio no Centro Histórico, implementação de plataforma eletrónica de gestão escolar, implementação do Sistema de Videovigilância Florestal, início da qualificação paisagística da encosta do Castelo, Infraestruturação da Praia Fluvial de Fontes, entre outros.

A autarquia destaca ainda o “equilíbrio da situação económica e financeira”, releva que “os prazos de pagamento a fornecedores são de 8 dias, não tem pagamentos em atraso e cumpre os limites de endividamento, continuando a reduzir a dívida e a aumentar a margem disponível”.

A proposta da Câmara foi aprovada por maioria, com a abstenção da vereadora da CDU e o voto contra da eleita do PSD, e irá agora para discussão e votação da Assembleia Municipal.

A Câmara de Abrantes aprovou ainda, e por unanimidade, o plano plurianual e o orçamento para 2017 dos Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA), no valor de cerca de 4.8 milhões de euros, e que significa uma diminuição de -0,8%.

Relativamente à política fiscal, foi aprovada por maioria a proposta relativa aos impostos municipais para o ano de 2017, mantendo as percentagens aplicadas em 2016.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome