Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Breves | Desporto

Vila de Rei | Achigã Challenge 2018 regressa à praia fluvial de Fernandaires

- Publicidade -

A Praia Fluvial de Fernandaires vai receber a 25 de agosto a Taça de Portugal de pesca embarcada de achigã, numa iniciativa inserida no “Achigã Challenge 2018 – 2º Circuito de Pesca Aldeias do Xisto”. O Achigã Challenge 2018 decorre nas albufeiras das barragens do Cabril e de Castelo do Bode de maio a outubro.

Organizado pela ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto com o apoio do Município de Vila de Rei, o evento vai levar até Fernandaires alguns dos melhores praticantes nacionais de pesca embarcada, numa competição sem morte do achigã. Todos os interessados poderão obter informações adicionais (regulamento e ficha de inscrição) em https://aldeiasdoxisto.pt/evento/4907.

- Publicidade -

Foto: CM VR

O Achigã Challenge – 2º Circuito de Pesca Aldeias do Xisto começou a 19 de maio na Aldeia do Xisto de Álvaro e prolonga-se até 13 de outubro no Trízio, concelho da Sertã.

VN Barquinha | Abertas inscrições para o Grande Prémio Almourol

Já estão abertas as inscrições para a 2ª edição da prova de atletismo Grande Prémio Almourol, a disputar em Vila Nova da Barquinha no dia 16 de setembro, a partir das 10.30 horas. A prova consta de um percurso de 10 quilómetros, para a qual as inscrições podem ser feitas para o site www.plataformaomdc.com

Em simultâneo decorre uma caminhada numa extensão de oito quilómetros. As inscrições podem ser feitas na sede da Junta de Freguesia de VN Barquinha, pelo email freguesiavnbarquinha@sapo.pt ou pelos tlfs. 937819434 ou 249712099.

Trata-se de uma organização da Junta de Freguesia de Vila Nova da Barquinha, Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e Junta de Freguesia de Tancos, com o apoio técnico da Associação Desportiva O Mundo da Corrida.

Chamusca | Arripiado integra Rede de Centros de BTT

O Centro de BTT do Arripiado, no Concelho da Chamusca, vai fazer parte da Rede Integrada de Centros de BTT a nível nacional, tendo em vista a oferta turística de produtos walking e cycling.

Para tal, o Município da Chamusca conseguiu ver aprovadas duas candidaturas ao Programa Valorizar, uma que implica obras de adaptação do espaço envolvente e adaptação da Bike Station, com um investimento total de 24.357,04€ e financiamento a 90%.

A outra candidatura, integrada pelos Municípios de Chamusca, Marvão, Castelo de Vide, Portalegre, Arronches, Coruche, Borba, Redondo, Almodôvar e Ourique e Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, tem um investimento elegível de 691.110 euros e um incentivo de 621.999 euros. Os 10 municípios que referimos vão fazer parte da Rede Integrada de Centros de BTT.

A candidatura conjunta resultará na organização de 8 Centros BTT, 11 estações de serviço, 57 percursos com 4 níveis de dificuldade. Será ainda, homologada pela União Velocipédica Portuguesa e pela Federação Portuguesa de Ciclismo e, proporcionará ações de formação teórico-práticas para técnicos dos municípios parceiros. Prevê-se que a execução do projeto termine em outubro de 2019.

Torres Novas | UDRZA abre aulas de robótica em setembro

A União Desportiva e Recreativa da Zona Alta (UDRZA) abre em setembro aulas de robótica para crianças e jovens, a lecionar aos sábados.

“Aprender mais, desde pequeno, sobre temas como a programação e a robótica aumenta o interesse tecnológico das crianças e jovens e ajuda-os a pensar de uma maneira mais lógica”, explica o comunicado de imprensa. As aulas serão divididas em dois grupos, dos 4 aos 7 anos e outro a partir dos 8 anos.

As aulas serão da responsabilidade do professor Carlos Sousa, com licenciatura na àrea da educação e programação informática, e contam contar com a parceria de uma empresa especializada em programação de robôs que tem materiais didácticos adequados a esta área. As aulas terão robôs físicos para programar e manusear, informa a UDRZA.

Foto: D.R.

“A programação contribui para o desenvolvimento do raciocínio lógico, expande a criatividade através da idealização e criação de programas e ferramentas, melhora o trabalho em equipa e aumenta a concentração. É também uma forma eficaz de ensinar às crianças e jovens a utilizar a tecnologia de forma conscienciosa, que utiliza a prática e projectos que incentivam a aprender mais e a trocar ideias”, refere o mesmo comunicado.

Afonso do Canto consegue 6º lugar no Triatlo de Coruche

Realizou-se no passado dia 29 de julho o 2º Triatlo de Coruche, com duas provas na distância super-sprint (300m/natação, 8km/ciclismo e 2km/corrida), que foram constituídas por quatro mangas a contarem como prova de seleção para o Campeonato da Europa de Youth (cadetes e juvenis de 2º ano), e para mais uma etapa da Taça Portugal de Triatlo. As duas mangas iniciais, uma masculina e outra feminina, ditaram o apuramento dos primeiros 100 homens e das primeiras 30 mulheres para as últimas duas mangas finais, que constituíram mais uma etapa da Taça de Portugal.

Pelo Clube de Natação de Torres Novas, Afonso do Canto conseguiu o 6º lugar, Guilherme Marques e Gonçalo Balbino terminaram na 23ª e 26ª posições, e em Juvenis, Gustavo do Canto também no 6º lugar. João Graça e José Tadeia foram 10º e 11ºclassificados e Bruno Proença 38º. No setor feminino, Margarida Razões e Beatriz Neves terminaram em 15º e 20ºlugares em Cadetes.

Na prova relativa à final desta etapa da Taça de Portugal, Joana Miranda e Carolina Serra subiram ao pódio no seu escalão de Juniores, no 2º e 3º lugares e foram 9ª e 13ª classificadas à geral respetivamente, e com o resultado obtido por Margarida Razões na manga de apuramento, alcançaram o 4º lugar por equipas para o Clube de Natação de Torres Novas, enquanto em masculinos, Afonso do Canto em 12º lugar à geral (4º em Cadetes), Gonçalo Mendes em 22º (8º em Cadetes) e João Graça em 51ºlugar (7º em juvenis), conquistaram o 5ºlugar por equipas nesta etapa.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome