Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Setembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Menina emociona Bombeiros com elogios e dedicatórias

“És um Herói” e “Obrigado por nos salvares” foram algumas das frases escritas por uma menina de oito anos nas tampas das embalagens de comida quente confecionada e entregue pelo Restaurante Dom Papito, de Alferrarede, em Abrantes, aos bombeiros que combateram os grandes incêndios que ali decorreram este verão. A iniciativa partiu de uma menina de 8 anos, deu força extra aos bombeiros no terreno e a sua atitude está a ser elogiada por milhares de internautas.

- Publicidade -

O gesto da Maria Inês, filha da proprietária do restaurante, surgiu de forma espontânea e ao aperceber-se do corrupio na cozinha e das centenas de refeições que estavam diariamente a ser preparadas pelas cozinheiras do estabelecimento. O pai de Maria Inês, João Carvalho, também vestiu o avental e assumiu a gestão da cozinha para ajudar a dar resposta às centenas de refeições que tiveram de ser confecionadas.

PAPITO1
“Obrigado por teres salvo a nossa terra”. Maria Inês, de 8 anos, escreveu centenas de dedicatórias de apreço pelos bombeiros. Foto: DR

- Publicidade -

“Além do serviço normal do dia a dia, aos almoços e jantares, tivemos de conseguir preparar e dar uma resposta rápida, eficiente e de qualidade, às centenas de refeições solicitadas para os bombeiros. E eles não podiam esperar. Tinham pouco tempo porque estavam a combater o incêndio”, lembrou Sónia Carvalho, a proprietária do D. Papito.

Depois de confecionadas, as refeições eram divididas em caixas de alumínio para entregar individualmente aos bombeiros que combatiam os incêndios de que toda a gente falava, quer no restaurante quer nas televisões, e que Maria Inês aprendeu a admirar. Segundo confessou a mãe, Maria, quando for grande, já disse que “quer ser bombeira. E pediatra, para ajudar os bebés, e treinadora de golfinhos. Mas bombeira diz que quer ser, pelo simples facto de gostar de ajudar”, contou.

“Quando a minha filha mais nova chegou ao pé de mim com uma caneta de acetato e perguntou se podia escrever nas caixas eu disse que não, que as caixas eram para entregar aos bombeiros. Quando reparei, já tinha escrito umas frases com dedicatórias para os bombeiros. Aquele gesto mexeu logo comigo, e ela continuou a escrever em todas as caixas. Acho que foi esse gesto da minha filha que mexeu também com as pessoas e com as redes sociais”, disse ao mediotejo.net a proprietária do restaurante D. Papito, Sónia Carvalho.

O gesto da menina não mexeu só com as redes sociais como tocou, e muito, com os bombeiros que estavam no terreno e que receberam a carinhosa dedicatória.

Contactado pelo mediotejo.net, o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes disse que aquelas dedicatórias de Maria Inês “deram aos operacionais uma força muito grande”.

Eram mensagens simples mas emocionaram muito os bombeiros. “Deu-nos um alento extra porque as dedicatórias daquela menina fizeram-nos sentir úteis. Deu-nos mais força, foi um gesto muito forte”, elogiou um emocionado António Jesus, ao lembrar a candura do gesto em contraponto às dificuldades encontradas no teatro de operações.

PAPITO
O restaurante D. Papito, de Alferrarede, Abrantes, serviu centenas de refeições aos bombeiros. Todas levaram uma dedicatória personalizada por Maria Inês, de 8 anos. Foto: DR

A notícia da altruísta atitude de Maria Inês está a correr as redes sociais, uma publicidade extra que é sempre bem-vinda para o projeto D. Papito, um restaurante que abriu na Urbanização dos Telheiros, em Alferrarede, “há pouco mais de quatro meses” e que tem fama de “servir bem e com preços acessíveis a todas as carteiras”.

“Já trabalhava nesta área, também em Alferrarede, mas decidi mudar para um espaço mais amplo e com melhores condições porque a casa que tinha não dava resposta às solicitações. Temos fama da boa comida e do servir bem mas hoje em dia é dos bombeiros e da minha filha de quem se fala e elogia. E fico feliz por isso e também por ter podido ajudar”, rematou a empresária.

Sónia Carvalho serviu algumas centenas de refeições ao longo dos vários dias que os de bombeiros de 89 corporações estiveram em Abrantes e Sardoal, desde terça-feira, tendo abdicado dos lucros com a prestação do serviço.

“O preço foi simbólico, foi mesmo o do preço de custo das caixas de alumínio, da comida, ingredientes e mão de obra. E eu e o meu marido decidimos também incluir todo o pão, que a Padaria Pereira fez sempre questão de entregar quentinho, a fruta e refrigerantes de que necessitaram. Eles merecem”, elogiou.

PAPITO3
Gerido por Sónia Carvalho, mãe de Maria Inês, o restaurante D. Papito abriu recentemente na Urbanização dos Telheiros, em Alferrarede. Foto: DR

**Republicada no âmbito de alguns trabalhos a que voltamos a dar destaque e que foram publicados no jornal mediotejo.net entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

Responder a Fábio Miguel Carrilho Saruga Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome