Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

“Berlengas: um destino entre o turismo e a sustentabilidade”, por José Alho

Este tempo de verão escaldante leva-nos forçosamente até a proximidade do mar em gozo de alguns dias de descanso para recarregar baterias e desfrutar do contato com a natureza que no nosso Pais ainda no oferece recantos de beleza magnífica.

- Publicidade -

Aqui próximo de nós temos o arquipélago das Berlengas que se situa a 5,7 milhas do Cabo Carvoeiro em Peniche.

As Berlengas como é a sua designação mais vulgar são formadas por três grupos de ilhéus: Berlenga Grande e recifes adjacentes, Estelas e, um pouco mais distante,   Farilhões -Forcadas.

- Publicidade -

ALHO2
As Berlengas são compostas por três ilhéus

A ilha maior a que se chama Berlenga tem a forma de um oito, recortado por numerosas reentrâncias, com 4 km de perímetro e é desde há muito tempo local de forte procura turística sazonal de Verão.

A importância para a biodiversidade da ilha da Berlenga, dos ilhéus adjacentes e da área marinha envolvente, e a presença de interessante património arqueológico subaquático justificaram que este arquipélago fosse classificado no âmbito da Rede Nacional de áreas protegidas  (Decreto-Lei nº 264/81, de 3 de Setembro) como Reserva Natural das Berlengas.

ALHO4
As Berlengas são Reserva da Biosfera

Esta área está também classificada como Reserva da Biosfera, galardão internacional atribuído pela UNESCO.

As reservas da biosfera possuem como um dos objetivos fundamentais promover a sustentabilidade ambiental, através da criação de elos entre a conservação da biodiversidade, o desenvolvimento económico e as comunidades, desafio que aqui tem de estar forçosamente presente pese embora que nas Berlengas o incremento significativo da procura turística nos últimos anos torna por vezes difícil conciliar esses interesses.

O município de Peniche tem desenvolvido um conjunto de parcerias no sentido de garantir um modelo de desenvolvimento sustentável local para a Berlenga em articulação com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, entidade administrativa que tutela a Reserva Natural.

ALHO3
O arquipélago das Berlengas situa-se a 5,7 milhas do Cabo Carvoeiro, em Peniche

Tem sido significativo e louvável todo o esforço desenvolvido na promoção desta região em torno dos seus valores naturais, mas também dos valores culturais da sua comunidade, com uma riqueza histórica marcante.

Entre a beleza da paisagem, os desafios do mar e das praias, e as iguarias da gastronomia local, tece-se uma teia de sedução que coloca esta área no roteiro das sugestões de veraneio.

Boas férias!

José Manuel Pereira Alho
Nasceu em 1961 em Ourém onde reside.
Biólogo, desempenhou até janeiro de 2016 as funções de Adjunto da Presidente da Câmara Municipal de Abrantes. Foi nomeado a 22 de janeiro de 2016 como vogal do Conselho de Administração da Fundação INATEL.
Preside à Assembleia Geral do Centro de Ciência Viva do Alviela.
Exerceu cargos de Diretor do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, Coordenador da Reserva Natural do Paúl do Boquilobo, Coordenador do Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios da Serra de Aire, Diretor-Adjunto do Departamento de Gestão de Áreas Classificadas do Litoral de Lisboa e Oeste, Diretor Regional das Florestas de Lisboa e Vale do Tejo na Autoridade Florestal Nacional e Presidente do IPAMB – Instituto de Promoção Ambiental.
Manteve atividade profissional como professor convidado na ESTG, no Instituto Politécnico de Leiria e no Instituto Politécnico de Tomar a par com a actividade de Formador.
Membro da Ordem dos Biólogos onde desempenhou cargos na Direcção Nacional e no Conselho Profissional e Deontológico, também integra a Sociedade de Ética Ambiental.
Participa com regularidade em Conferências e Palestras como orador convidado, tem sido membro de diversas comissões e grupos de trabalho de foro consultivo ou de acompanhamento na área governamental e tem mantido alguma actividade editorial na temática do Ambiente.
Foi ativista e dirigente da Quercus tendo sido Presidente do Núcleo Regional da Estremadura e Ribatejo e Vice-Presidente da Direcção Nacional.
Presidiu à Direção Nacional da Liga para a Protecção da Natureza.
Foi membro da Comissão Regional de Turismo do Ribatejo e do Conselho de Administração da ADIRN.
Desempenhou funções autárquicas como membro da Assembleia Municipal de Ourém, Vereador e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Presidente do Conselho de Administração da Ambiourem, Centro de Negócios de Ourém e Ouremviva.
É cronista regular no jornal digital mediotejo.net.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here