Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Benfica campeão | O ‘prof’ que ganhou ‘asas’ com o ‘tri’ e voou para o ‘tetra’

O tetracampeonato conquistado hoje pelo Benfica tem a ‘marca d’água’ de um treinador que há sete anos deixou as aulas de educação física que ministrava em Alverca para ‘palmilhar’ caminho rumo ao topo do futebol nacional.

- Publicidade -

Aos 47 anos, o antigo médio, que era conhecido por ‘pés de chumbo’, devido ao potente remate que tinha, consegue o inédito feito na história do clube da Luz, depois de há um ano ter sido também ele um dos ‘obreiros’ do tricampeonato, que fugia às ‘águias’ desde 1977.

 

- Publicidade -

Encerrada a carreira de futebolista, com passagens por Fanhões, Vilafranquense, Alverca, Seixal, Casa Pia e Alcochetense, Rui Vitória deu o passo seguinte, licenciou-se na Faculdade de Motricidade Humana e partiu em busca da ‘glória’ futebolística como treinador.

Vilafranquense (2002 a 2004), juniores do Benfica (2004 a 2006) e Fátima (até 2010) foram as primeiras etapas no ‘banco’, e as provas dadas ao serviço do clube de Santarém, onde divida o dia-a-dia entre os treinos da equipa e as aulas de educação física na escola secundária Gago Coutinho, em Alverca, abriram-lhe as portas da I Liga.

O meritório trabalho em Paços de Ferreira levou-o para o patamar acima e seria em Guimarães que viria a conseguir o ponto alto da carreira, com a conquista da Taça de Portugal, em 2013, precisamente diante do Benfica.

As incursões pela ‘Capital do Móvel’ e pela ‘Cidade-Berço’ deram-lhe a ‘estaleca’ para encarar de frente o desafio de conduzir o seu clube do coração ao sucesso e retribuir a aposta do presidente Luís Filipe Vieira, numa altura em que os ‘encarnados’ tinham acabado de ficar ‘órfãos’ do treinador mais titulado (10) do clube: Jorge Jesus.

O arranque na Luz, em 2015/16, foi titubeante e olhado com desconfiança, mas a retoma da equipa no decorrer da época, o triunfo no campeonato e o recorde de pontos averbados por uma equipa na prova (88) devolveram aos benfiquistas a confiança num treinador que prima pela tranquilidade e que é avesso a polémicas.

Se Vieira tinha pedido o ‘tri’ no dia da apresentação de Rui Vitória, o técnico não só cumpriu o desejo do presidente como ainda alcançou o ‘tetra’, algo nunca celebrado nos 113 anos de história do emblema lisboeta.

Além de ser o nono treinador bicampeão pelo Benfica, Rui Vitória tornou-se no segundo técnico luso a atingir o feito, depois de Jorge Jesus (entre 2014 e 2016). Ainda assim, o atual ‘timoneiro’ do Sporting apenas o conseguiu ao fim de seis temporadas na Luz, ao passo que Vitória soma duas conquistas no mesmo número de épocas ao ‘leme’ dos benfiquistas.

 

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome