- Publicidade -

Especial Abrantes | Retrato das Freguesias: Bemposta

No âmbito das Festas da Cidade de Abrantes, que assinala no dia 14 de junho o seu centésimo primeiro aniversário de elevação a Cidade, o mediotejo.net visita o Concelho, dando a conhecer um pouco da história de cada uma das 13 freguesias que o compõem.

Bemposta ocupa o sudoeste do Concelho e tem como vizinhos os concelhos de Ponte de Sor a sueste, Chamusca a sudoeste e Constância a noroeste e as freguesias de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo a norte e São Facundo e Vale das Mós a nordeste.

A sua existência remonta ao séc. XIII e deve o nome ao facto de estar bem situada, no local por onde passou a via romana Bracara-Augusta-Mérida. São muitas as curiosidades e os factos históricos: Conta-se que os Romanos estiveram nesta localidade para procurar ouro na água do Rio Tejo e afluentes; as terras pertenceram à Ordem do Hospital; D. Nuno Alvares Pereira dormiu em Água Branca, quando ia a caminho da Batalha de Aljubarrota e existem documentos que testemunham o interesse do Rei D. João I em vir caçar para esta região.

Tem a palavra… Manuel Alves, 47 anos, Presidente da Junta desde 2013, eleito pelo PS.

O que tem de melhor e de pior a sua freguesia?
O melhor da minha freguesia são as pessoas enquanto habitantes de uma terra em que o ambiente natureza aparece como o mais importante e numa presença praticamente, eu diria a 100%. O pior de todos os problemas é o envelhecimento e desertificação, a par do abandono dos modos, estilos de vida e sustentabilidade.

Como tem sido a relação da Junta de Freguesia com a Câmara de Abrantes?
Nos últimos quatro anos, e no que diz respeito às relações institucionais com a CMA, não há muito a referir, é claro que existiram muitas coisas que poderiam ter sido feitas, no entanto terá sempre que imperar o bom senso e o entendimento entre as partes.

Que dificuldades sente na gestão da freguesia?
Da mesma forma que para todas as restantes freguesias, uma das maiores dores de cabeça é a falta de recursos humanos aliada à sobrecarga de competências, sem o devido suporte financeiro.

O que é mais gratificante no cargo de presidente de junta?
O mais gratificante enquanto presidente será a possibilidade de estar perto das pessoas, ouvi-las e ajudá-las, sentir que a nossa intervenção pode resolver problemas.

Complete a frase: Não gostaria de terminar o meu mandato sem… concluir as obras em curso e todos os projetos que tenho idealizado para a freguesia.

Fontanário de Bemposta

Retrato da Freguesia

Orago: Santa Maria Madalena
Localidades: Bemposta, Água Travessa, Baralho, Brunheirinho, Chaminé, Casal das Courelas, Estação, Foz, Telhado, Vale de Açor e Vale de Horta.
Área: 188,26 Km2
População: 1.797 habitantes

Ordenação heráldica do brasão: 19 de fevereiro de 2003

Descrição do brasão: Escudo de ouro, sobreiro arrancado de verde, descortiçado de vermelho, entre dois ramos de quatro espigas de arroz de verde, atados de vermelho; campanha diminuta ondada de azul e prata de quatro tiras. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “BEMPOSTA – ABRANTES”.

Comecei numa das primeiras rádios locais do País, nos idos anos ‘80, passei pelas (então) novas áreas da informática, a par dos estudos da faculdade, e dediquei duas décadas à banca de investimento, até a Troika decidir mudar-me a vida. Troquei a capital por Abrantes e os números pelas letras. Não gosto do acordo ortográfico, continuarei a usar os "P" e dos "C", mesmo que não se leiam. A par da gestão e produção de vários projetos do grupo editorial do mediotejo.net fui desenvolvendo uma receita de compota de pimento que foi premiada em 2017 pela Inov’Linea e dois anos depois abri um espaço de restauração no centro histórico de Abrantes onde sirvo diariamente refeições com dois ingredientes especiais: amor e carinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -