Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Junho 12, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

BE alerta para novos “sinais de poluição” em ribeira que atravessa vila da Sertã

O BE alertou hoje para novos “sinais de poluição” na Ribeira Grande, que atravessa a vila da Sertã, problema que o Governo atribuiu anteriormente à pouca capacidade dos sistemas elevatórios. “Nos últimos dias têm aparecido, de novo, vários focos de poluição numa das ribeiras que atravessa a vila da Sertã, na Ribeira Grande”, refere a comissão coordenadora distrital de Castelo Branco do BE, em comunicado.

- Publicidade -

Na nota, os bloquistas relatam que, “desta vez”, os focos de poluição continham “muita espuma e muita gordura, como se fosse óleo ou azeite”, e que “também cheirava muito mal”. Segundo o BE, este é um “problema ambiental recorrente”.

No comunicado, o partido lembra que “já denunciou por diversas vezes” ao Governo casos de poluição nas ribeiras que atravessam a vila da Sertã, nomeadamente na Ribeira Grande e na Ribeira do Amioso em 2018 e em 2020, altura em que as águas corriam “totalmente turvas e com um forte tom acastanhado”.

- Publicidade -

Ainda de acordo com o BE, relativamente ao episódio ocorrido em 2020, o Ministério do Ambiente respondeu ao partido em março deste ano, dando conta que, nos períodos em que chove muito, “os sistemas elevatórios não têm capacidade para elevar todo o caudal que é rececionado”.

O BE relata ainda ter questionado o Governo sobre que medidas prevê tomar para evitar que se repitam descargas poluentes na Ribeira Grande, tendo a tutela respondido que “a conceção, implantação e gestão das redes em “baixa” é, em geral, da competência das entidades gestoras e, neste caso, da competência do município da Sertã.

Os bloquistas referem ainda que o executivo confirmou ter “conhecimento das descargas poluentes que se verificaram na ribeira da Sertã” e adiantou que a equipa do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente da Guarda Nacional Republicana (SEPNA/GNR) tomou contra das ocorrências.

Além disso, diz ainda o BE, segundo o Governo, “a Câmara Municipal da Sertã informou da ocorrência de uma descarga de emergência na Estação Elevatória de Valada para a linha de água, não tendo recebido qualquer notificação entre os dias 25 de março e 09 de abril de 2020”.

Na resposta do Ministério do Ambiente, a que a Lusa teve acesso, é ainda referido que “após ter verificado descargas para a linha de água foi levantado auto de notícia pelo SEPNA”.

O Ministério salienta também que “as redes unitárias são um dos problemas detetados e que potenciam a contaminação das linhas de água, dado a existência de redes unitárias na sede do concelho”, acrescentando que “a APA [Agência Portuguesa do Ambiente] tem vindo a acompanhar a concretização das medidas de proteção da qualidade dos recursos hídricos”.

No comunicado enviado hoje, o BE adianta que “vai voltar a denunciar este foco de poluição às autoridades competentes, nomeadamente ao SEPNA-GNR, à Agência Portuguesa do Ambiente e à Câmara Municipal da Sertã”.

BE alerta para novos “sinais de poluição” em ribeira que atravessa vila da Sertã. Foto. BE

A Lusa tentou contactar a Câmara da Sertã para obter esclarecimentos, mas sem sucesso.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome