Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Basquetebol: Sub12 do Náutico vencem Chamusca e confirmam candidatura ao título.

16 de janeiro de 2016, 11.30 horas, Abrantes

- Publicidade -

Campeonato Distrital de Basquetebol – Sub12 femininos

Clube Náutico de Abrantes 80 – Chamusca Basket Clube 31

- Publicidade -

A segunda jornada do Grupo B do Campeonato Distrital de Basquetebol de Sub12 femininos, colocava frente-a-frente as duas equipas que tinham vencido na primeira jornada, o que fazia este jogo ser aguardado com alguma expectativa.

As abrantinas a jogar o seu segundo em jogo em casa, quiseram desde cedo mostrar porque são candidatas ao título distrital, ganhando logo uma vantagem de 15 pontos no primeiro período. Como nos jogos destes escalões todos os atletas inscritos na ficha de jogo terão que jogar, obrigatoriamente um dos períodos completos, o critério de escolha do primeiro ou segundo cinco dos treinadores, poderá influenciar o ritmo dos períodos, pelo que os 15 pontos do primeiro parcial, poderiam ser recuperados pelas chamusquenses.

O que aconteceu é que não foi assim. No primeiro período (19-4) o jogo do CNA passou mais por ser um jogo individual, em que quando podiam as jogadoras pegavam na bola e driblavam em direção ao cesto contrário (destaque neste aspecto para Matilde Simões, que quando pega na bola é difícil ser parada), embora algumas vezes o jogo passasse também por resolução coletiva. Do outro lado, Alexandra Fernandes e Marta Carapinha iam tentando manter a equipa de Chamusca na luta pelo resultado. Esta última com um controlo de bola, com ambas as mãos, bastante assinalável para a idade.

_MG_4644
Matilde Simões, a jogadora mais alta e possante em campo, é muito difícil ser parada quando arranca em drible para o cesto e na luta das tabelas.

_MG_4663
Marta Carapinha demonstrou grande capacidade no controlo da bola, driblando muito bem com ambas as mãos. Aqui, depois de passar por duas adversárias, consegue mais dois pontos.

No segundo quarto do jogo (21-12), o jogo de Abrantes passou mais a ser colectivo, fruto da utilização de um cinco mais homogéneo e já foi possível ver algumas jogadas com os princípios fundamentais do basquetebol bem patentes, passe e corta e bloqueia e corta para o cesto, por exemplo. Do outro lado voltam a mostrar serviço duas jogadoras, Fabiana Martinho e Ana Rita a empurrarem a sua equipa para a frente.

Na segunda parte acentuou-se o domínio de Abrantes, que quando mais marcavam mais queriam marcar, ao passo que do outro lado, as atletas de Chamusca iam esmorecendo, pelo que o 24-8 do terceiro quarto e o 16-7 do último não foram surpresa.

_MG_4684
Leonor Cristóvão foi das mais trabalhadoras em todo o jogo.

Vitória inquestionável da equipa do Clube Náutico de Abrantes, em que destacamos do lado da casa as exibições de Matilde Simões (21 pontos), Leonor Cristóvão (19 pontos) e Maria Gonçalves (16 pontos) e do lado das forasteiras, Fabiana Martinho (14 pontos), Ana Rita (8 pontos) e Marta Carapinha. Nota mais positiva para Maria Gonçalves, Leonor Cristóvão, Rita Santos, do CNA, Ana Rita, Marta Carapinha e Fabiana Martinho, do CBC, que demonstram já ter adquiridos bons princípios do jogo (boa ocupação dos espaços, drible com as duas mãos e de cabeça levantada, entrega ao jogo, posicionamento na luta das tabelas e visão de jogo) já adquiridos que nesta idade as fazem estar um patamar acima das restantes atletas.

_MG_4690
Fabiana Martinho (com bola) e Ana Rita (numero 15) demonstram bons pormenores na pratica do basquetebol.

Nota final para o árbitro da partida, Francisca Mendes, novamente a ter que comandar o jogo sozinha. Sabemos que neste campeonato será assim em todas as partidas, mas voltamos a referir que com o pouco de esforço dos clubes e sem custos para os mesmos, seria muito benéfico para os jogos e o ritmo dos mesmos que fossem dois árbitros e não um. A Francisca conduziu o jogo como melhor conseguiu e viu, não teve influência no resultado e no apurar do vencedor, mas estando sozinha nesta missão, não conseguiu ter a melhor posição em todos os lances, apitando em algumas vezes em demasia, o que fez o jogo ter muitas paragens e arrastando-se no tempo.

_MG_4694
Maria Gonçalves escapa a uma adversária para somar mais dois pontos.

Ficha do jogo

Pavilhão da Escola Solano de Abreu

Árbitro: Francisca Mendes

Oficiais de Mesa: Juliana Cristóvão e Carolina Mendes

Náutico de Abrantes

1º Período: Lara Jesus, Matilde Simões, Mariana Lourenço, Beatriz Bravo e Rita Santos. jogou também Sara Gomes.

2º Período: Mariana Carvalho, Carolina Nunes, Madelena Nunes, Leonor Cristóvão e Maria Gonçalves.

Treinador: Vasco Gonçalves

IMG_4625
Clube Náutico de Abrantes

Chamusca Basket

1º Período: Maria Condeço, Alexandra Fernandes, Marta Carapinha, Flávia Martinho e Débora António

2º Período: Fabiana Martinho, Salomé Jesus, Inês Oliveira, Ana Rita e Sofia Condeço

Treinador: Rui Figueiredo

IMG_4627
Chamusca Basket Clube

Parciais: 19-4, 21-12, 24-8 e 16-7

 

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome