Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Basquetebol: Seniores do Náutico de Abrantes enfrentaram líder “olhos nos olhos”

9 de janeiro de 2016, 21 horas, Abrantes

- Publicidade -

Campeonato Nacional da 1ª Divisão Masculina de Basquetebol

Clube Náutico de Abrantes 42 – Física de Torres Vedras 60

- Publicidade -

O Náutico de Abrantes moralizado por uma serie de três vitórias consecutivas, recebia o líder invicto da série. Reforçado para uma posição (poste), onde tinha algumas lacunas, a equipa abrantina enfrentava o líder de “peito feito” e a querer impôr-lhe a primeira derrota da época. O que é certo é que a maior experiência na competição da equipa de Torres Vedras, com uma média de idades bastante superior, juntando também uma maior estatura dos seus jogadores e mais opções de banco, ditaram o desfecho final. Os abrantinos são uma equipa em construção, que está a lançar no escalão de Seniores, jovens saídos dos escalões de formação de equipas da nossa região (Sporting de Abrantes, Tramagal Sport União, Náutico de Abrantes e Chamusca Basket) e em jogos “mais rijos” nota-se essa juventude e inexperiência.

_MG_4222

O que é certo é que na primeira parte a partida foi equilibrada, sendo os 9 pontos de diferença resultado de dois parciais de 7-9 e 12-19, deixando em aberto o que seria o resultado final. Destaque pela negativa nesta primeira parte, mas foi uma tónica em todo o jogo, para o elevado número de lançamentos falhados pelo Náutico de Abrantes nas zonas próximas do cesto e em algumas situações em que o mais difícil (tirar o adversário do caminho e ficar só com o cesto pela frente) tinha sido feito.

_MG_4212
Combinações entre André Ruivo e Luís Prates foram uma das armas ofensivas dos abrantinos.

No segundo tempo, o terceiro período voltou a ser muito equilibrado, com boa réplica abrantina. O último e decisivo período, foi onde se notou mais a rotação das equipas até esse momento. A equipa da Física foi rodando jogadores, mantendo sempre o mesmo nível de jogo, ao passo que os jovens de Abrantes para se manterem no jogo tiveram que utilizar o seu cinco inicial durante mais tempo (André Ruivo e Luís Prates em especial) pagando a fatura no derradeiro período. O 11-18 do quarto parcial ditou o 42-60 final.

Vitória justa da equipa com mais opções e mais experiente, que joga para o titulo e para outros patamares, mas tiveram que se empenhar ao máximo, uma vez que a réplica dos jovens do Náutico de Abrantes foi de muito bom nível.

Nota final para a dupla de arbitragem, que em nosso entender, não tiveram a mesma exigência nas jogadas junto das tabelas, quando haviam penetrações para o cesto. Foram mais flexíveis quando os visitantes defendiam, do que em situações semelhantes mas na tabela oposta.

_MG_4224
Nuno Ruivo tentou do banco inverter o rumo dos acontecimentos, mas a sua equipa foi curta para um adversário poderoso.

Ficha do jogo:

Pavilhão da Escola Solano de Abreu

Árbitros: Rui Farinha e António Mendes

_MG_4191
Rui Farinha e António Mendes

Oficiais de Mesa: Ana Afonso, Renato Valério e Alice Bragança

Náutico de Abrantes

Cinco Inicial: André Ruivo, Luís Prates, Daniel Santos, Duarte Tracana e Leandro Nascimento

Outras opções: João Redol, João Silva, Pedro Silva, Luís Vaz, Luís Fraga e Daniel Pais.

Treinador: Nuno Ruivo

_MG_4187
Clube Náutico de Abrantes

Física de Torres Vedras

Cinco Inicial: Marcelo Sousa, Tiago Filipe, Ricardo Robalo,  Rui Mendes e Miguel Sousa

Outras opções: Romero Junior, Toni, Gonçalo Lugar, José Saccas, Dani Ramos, João Raposo e Ricardo Robalo

Treinador: Romero Junior

_MG_4190
Física de Torres Vedras

Parciais: 7-9; 12-19; 12-14 e 11-18

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here