Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Julho 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Basquetebol: Náutico de Abrantes vence e convence frente a Cartaxo.

15 de janeiro de 2015, 21.30 horas, Abrantes

- Publicidade -

Campeonato Distrital de Basquetebol – Sub16 Femininos

Fase Final, Grupo B, 1ª jornada

- Publicidade -

Clube Náutico de Abrantes 66 – Ateneu Artístico Cartaxense 51

_MG_4573
Saudação das três equipas ao público.

 

Primeiro jogo da segunda fase do Campeonato Distrital de Sub16 Femininos, a fase que vai decidir a ordem final da classificação da competição. O Grupo B, composto por três equipas, Náutico de Abrantes, Ateneu Cartaxense e Vitória Mindense, as que não tiveram acesso à final-four e que decide o Campeão Distrital. Toda esta fase se decide num fim-de-semana, em concreto, este em que estamos, com os três jogos a serem disputados no pavilhão da Escola Solano de Abreu em Abrantes, uma vez que o CNA foi o melhor classificado da primeira fase, tendo conquistado o direito de jogar a segunda fase em casa.

O resultado final do jogo de ontem foi o mais equilibrado de todos os três jogos disputados entre as duas equipas. Na primeira fase, o Náutico venceu em casa por 40 pontos de diferença e no Cartaxo por 20 pontos. Ontem acabou por vencer 15 pontos.

A equipa de Abrantes apresentou 11 atletas, ao passo que as cartaxenses tinham para esta partida o número mínimo regulamentar, ou seja, 8 jogadoras, o que lhes permitiu ter durante mais tempo as melhores jogadoras em campo. Relembramos que esta época as regras para o escalão de sub16 foram alteradas, tendo uma equipa que inscrever na ficha de jogo, pelo menos 8 atletas, sendo que todos os inscritos terão que jogar pelo menos um período do jogo.

_MG_4584
Mariana Marques foi somando pontos e ajudando a sua equipa a dilatar a vantagem.

O clube Náutico inicia o jogo com um cinco muito forte, em especial com a aniversariante Alima Espada e Mariana Marques a fazerem as despesas do jogo. Duas atletas altas, fortes fisicamente e que fazem a diferença. Alima por ser bem dotada tecnicamente, ser alta e com grande mobilidade, enquanto Mariana Marques, não sendo tão dotada tecnicamente que a companheira de equipa, sabe o que fazer com a bola em drible e na luta das tabelas leva sempre vantagem. Foi assim, com pressão sobre a portadora da bola, falhando menos que as adversárias perto do cesto e ganhando mais ressaltos numa tabela e noutra, que as abrantinas foram conseguindo dilatar a vantagem, terminando o primeiro período com o marcador a indicar 24-8 para a equipa de Abrantes. Destaque no Ateneu para Inês Domingues e Teresa Patrício que foram tentando manter a sua equipa no jogo.

_MG_4597
Lançamento de Teresa Patrício (nº12) e no ressalto Inês Domingues (nº7). Duas notas positivas na equipa de Cartaxo.

No segundo período as equipas foram mais iguais, tanto no basquetebol jogado, como na qualidade técnica e capacidade física. O equilíbrio foi mais notório, registaram-se muitas perdas de bola no ataque e alguma dificuldade em acertar com o cesto, nos primeiros dois minutos o resultado era 0-0. No fim dos dez minutos regulamentares, chegou o intervalo, com um resultado de 35-23, favorável à equipa laranja.

_MG_4611
Inicio do segundo período.

Na segunda parte, Vasco Gonçalves foi mantendo as melhores jogadoras em campo, embora alternadamente para poder dar tempo de jogo às atletas menos utilizadas ou que ainda não estão ao nível das companheiras. Com isto conseguiu ir mantendo o jogo e o resultado controlado, sem correr riscos e eventuais sobressaltos. O terceiro período foi o mais fraco pontualmente, onde se registou um “score” de 9-11. Na derradeiro período do jogo, as equipas entraram com o seu melhor cinco, e ai mais uma vez, veio ao de cima a maior qualidade da equipa abrantina, que voltou a ganhar vantagem e a “matar o jogo”, sendo que numa partida de basquetebol é sempre difícil dar um jogo por “fechado” antes da buzina tocar. Termina o quarto período com 22-17 e um resultado final de 66-51.

Vitória correcta da equipa do Clube Náutico de Abrantes, num jogo com arbitragem sem grandes reparos da dupla de arbitragem de Ponte de Sôr.

_MG_4602
A aniversariante Alima Espada foi a melhor jogadora das abrantinas.

Ficha do jogo:

Pavilhão da Escola Secundária Solano de Abreu

Árbitros: Rui Farinha e António Mendes

Oficiais de Mesa: Ana Afonso, Alice Bragança e Renato Valério

_MG_4569
Equipa de arbitragem. Dupla de árbitros e Oficiais de Mesa.

Náutico de Abrantes

1º Período: Eva Agudo, Alima Espada, Carolina Mendes, Beatriz Lopes e Mariana Marques

2º Período: Maria Branco, Inês Carvalho, Catarina Magalhães, Catarina Serrano e Juliana Cristóvão

Outras opções: Catarina Lopes

Treinador: Vasco Gonçalves

_MG_4564
Clube Náutico de Abrantes

Ateneu Cartaxense

1º Período: Camila Rodrigues, Inês Domingues, Teresa Patrício, Ana Gerardo e Marina Nunes

2º Período: Camila Rodrigues, Valentina Guedes, Veronica Nogueira, Ana Gerardo e Mariana Simões

Treinador: Alexandre Colaço

_MG_4567
Ateneu Artístico Cartaxense

Parciais: 24-8, 11-15, 9-11 e 22-17

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here