Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Banksy”, por Massimo Esposito

Robert Banks ou Robert Gunnigham, são estes os prováveis nomes de um dos mais falados artistas de hoje, BANKSY. Realizador de cinema, pintor, ativista político, é sobretudo conhecido como o mais famoso artista de graffiti no mundo (digo famoso, não o melhor, que seja claro).

- Publicidade -

Pessoalmente gosto dele pelo modo sintético de representar uma situação, uma grito de dor pela nossa sociedade doente e pela corrupção e criminalidade de quem poderia ajudar a humanidade a estar melhor. E também temos de pensar que já lá vão cerca de 40 anos de trabalho.

Graffiti vendidos por milhões de dólares, reproduções vendidas em hastas internacionais que são destruídas em tempo real, muros que são desmantelados para os poderem comercializar, litografias e serigrafias nas melhores galerias do mundo. Uma exposição monumental agora, aqui em Portugal, na Cordoaria Nacional até dia 27 Outubro com o tema “Genius or Vandal”, e muitas outras iniciativas, leilões e eventos com o seu nome bem evidenciado nos jornais internacionais.

- Publicidade -

Uma história estranha e “misteriosa” envolve este nome porque não se conhece a sua identidade, ou pelo menos a imprensa assim o diz, e isto demonstra bem como é o mercado artístico mundial.

Uma outra evidência de como se pode gerir o mercado artístico como “Gossip” (em português: fofoca, rumor, boato), foi o evento “Mês de Banksy” em Nova Iorque, em 2013. Toda a gente sabia que haveria este evento, as galerias estavam preparadas, havia um programa, mas ninguém viu Banksy. Ele passou como um fantasma e deixou as suas marcas bem evidentes (e bem vendidas), na Grande Maçã… NINGUÉM VIU BANKSY? Quem organizou não o viu? Quem montou os andaimes não o viu trabalhar? Quem pagou as contas não o conhece?

Mas… per favore! Isto tudo porque se diz que ninguém conhece o autor destes famosos graffiti, ninguém conhece a sua cara e ninguém sabe onde reside e faz dele o maior grafiteiro do mundo?

Banksy merece louvor pelo seu trabalho e pelas suas ideias de forte impacto visual, tem um estilo único e simples, mas se não fosse tão esperto e bem apoiado seria tão famoso? O mercado reconhece o valor da obra ou o génio em sabê-la vender?

O leitor que tire a sua conclusão.

Pintor Italiano, licenciado em Arte e com bacharelato em Artes Gráficas em Urbino (Itália), vive em Portugal desde 1986. Em 1996 iniciou um protejo de ensino alternativo de desenho e pintura nas autarquias do Médio Tejo que, após 20 anos, ainda continua ativo. Neste projeto estão incluídas exposições coletivas e pessoais, eventos culturais, dias de pintura ao ar livre, body painting, pintura com vinho ou azeite, e outras colaborações com autarquias e instituições. Neste momento dirige quatro laboratórios: Abrantes, Entroncamento, Santarém e Torres Novas.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome