Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Aventura”, por João Morgado

Falta pouco mais de um mês para embarcar num comboio rumo à maior aventura da minha vida, até agora. Fui contemplado em dezembro com um dos cerca de 15 mil bilhetes Interrail oferecidos pela União Europeia a jovens europeus nascidos entre 1 de julho e 31 de dezembro de 2000.  Nesta aventura passarei duas semanas em ótima companhia em 7 cidades europeias todas elas em países diferentes.

- Publicidade -

Será mais precisamente a 14 de agosto que apanharei, na estação da Guarda, o comboio internacional que me levará até Hendaye, na fronteira de Espanha com a França. Ai trocarei de comboio para um TGV até Paris. Ficarei três dias na capital francesa onde pretendo visitar os mais emblemáticos monumentos, como a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, o Museu do Louvre e a Catedral de Notre Dame.

Após Paris o segundo destino será Bruxelas. Nesta cidade irei dar prioridade às atrações turísticas, sobretudo a Grand Place e o Manneken Pis, mas se sobrar tempo tentarei visitar algumas das várias instituições europeias sediadas na capital Belga. De Bruxelas partimos num autocarro da Flixbus até Amsterdão.

- Publicidade -

Caso esteja a pensar fazer um Interrail é importante referir que o bilhete não lhe dá acesso grátis a todos os comboios da Europa. Os regionais esses sim, são de graça, mas os intercidades e comboios de alta velocidade tem um custo de reserva muitas vezes superior a 10 euros. Sendo assim iremos viajar de autocarro algumas vezes pois o preço do bilhete sai mais barato e precisamos de poupar dias de viagem, pois só temos um total de sete.

Em Amsterdão teremos montes de sítios a visitar, mas o principal será a casa de Anne Frank e a Dam Square, para mim será a segunda vez na cidade e como tal quero ir a sítios que ainda não conheço como o Bloemenmarkt, o Museu da Heineken, a Sinagoga Portuguesa e o Reijksmuseum. De Amsterdão iremos para Copenhaga na Dinamarca, uma viagem de 9 horas com paragem em Hamburgo para uma visita rápida à cidade.

Em Copenhaga alguns dos monumentos a visitar serão a Torre Astronómica, as casas coloridas, os inúmeros palácios e os Jardins do Tivoli. De Copenhaga a Berlim será outra longa viagem. Na capital alemã pretendemos sobretudo visitar o que resta do muro de Berlim e os museus de História da cidade, bem como o Parlamento e a Porta de Bradenburgo.

Depois de três dias na Alemanha vamos até Cracóvia, na Polónia, onde já temos reserva para o campo de concentração de Auschwitz, mas também onde iremos visitar o museu da fábrica de Schindler, as Minas de Sal e o centro da cidade. De Cracóvia viremos de comboio até Abrantes numa viagem de cerca de três dias.

É de louvar esta iniciativa da União Europeia que permite que os jovens europeus entrem em contacto entre si e conheçam outros países e cidades, tal como já há muitos anos o permite o programa Erasmus e os seus inúmeros tipos de intercâmbios.

Eu irei sempre aproveitar cada oportunidade que surja e aconselho todos sempre a participar pois estas experiências só nos enriquecem, a nível da autonomia, da experiência pessoal, cultural e social, aumenta bastante a fluência nas línguas, principalmente o inglês e abre os horizontes a inúmeras realidades.

Caso queira, poderá acompanhar esta aventura através do meu perfil pessoal do Facebook ou do meu Instagram (@lejon007).

Nasceu no ano de 2000 na cidade de Abrantes. Arreigado, com muito orgulho, em Rossio ao Sul do Tejo, mas com uma enorme vontade de conhecer o Mundo. Estuda Ciência Política e Relações Internacionais na Universidade da Beira Interior e ainda não sabe bem o que quer fazer da vida. Inspira-se muito na célebre frase de Sócrates (o filósofo), “Só sei que nada sei”, como mote para aprender sempre mais.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome