Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Autárquicas/Tomar | Jorge Rosa (PSD) apresenta equipa para a freguesia de Olalhas

Decorreu no domingo, dia 2 de julho, no largo da igreja de Olalhas, a apresentação de Jorge Rosa, atual Presidente da Junta, como candidato do PSD na Freguesia. Pronto para cumprir o terceiro e último mandato, Jorge Rosa apresentou a obra feita neste mandato e anunciou as principais prioridades para os próximos anos.

- Publicidade -

Antes da intervenção de Jorge Rosa, usou da palavra João Tenreiro, atual vereador, presidente da Secção local do PSD e candidato à assembleia municipal de Tomar. Para além de enaltecer as qualidades do candidato Jorge Rosa e as obras que realizou, João Tenreiro aproveitou a oportunidade para, mais uma vez, esclarecer o propalado caso das faturas escondidas que afinal não estavam. “Ao contrário do que o PS quer fazer crer, não houve qualquer ocultação de faturas no anterior mandato, até porque tal era impossível numa Câmara que tem uma gestão transparente e que tem de prestar contas anualmente”, disse o autarca.

José Delgado, presidente da mesa da assembleia de militantes, enalteceu a obra feita por Jorge Rosa e a sua equipa, durante o mandato que está a terminar, e deixou palavras de incentivo para os próximos quatro anos de trabalho.

- Publicidade -

O atual Presidente da Junta e candidato assumiu a sua recandidatura “pelo sentido da responsabilidade perante a população da freguesia”. “Sempre estive ao lado da população e pretendo continuar a estar”, afirmou Jorge Rosa agradecendo as palavras de incentivo que tem recebido dos munícipes da Freguesia. “Somos a melhor equipa para servir a freguesia, com todo o empenho, esforço, dedicação e lealdade com que temos atuado até aqui”, anunciou o autarca candidato.

Apresentação da recandidatura de Jorge Rosa decorreu no domingo, 2 de julho Foto: D.R.

E para provar isso recordou alguns trabalhos realizados em prol da freguesia como a instalação do posto de Correios com vários serviços, assim como o transporte a pedido. São “mais valias para a população da freguesia e tem como intuito facilitar e/ou evitar grandes deslocações para os residentes e visitantes”.

Jorge Rosa recordou o papel que a Junta teve para desbloquear a processo de construção do lar de Olalhas, uma instituição a funcionar em pleno, sendo o principal empregador da freguesia.

O apoio ao associativismo e às famílias carenciadas e a criação da Comissão Social da Freguesia foram outros aspetos focados na sua intervenção. Criar “um Pólo turístico potenciador das qualidades e força produtiva da freguesia” é um dos objetivos da equipa de Jorge Rosa, tendo por base o projeto da Praia Fluvial, vencedor do orçamento participativo, e com o desenvolvimento do wakeboard na albufeira de Castelo do Bode.

Como prioridade, aponta-se a Estrada Municipal n.º 530-2, entre as Vendas do Rijo e o Alqueidão que é da responsabilidade da Câmara e que assumiu o compromisso da sua realização. Esta promessa “determinou a impossibilidade de celebração de outros contratos inter-admistrativos com o Município e a consequente redução de transferências financeiras para a freguesia de Olalhas, nos anos de 2016 e de 2017”, explicou Jorge Rosa.

O candidato fez também referência à Estrada Municipal n.º 530-3, que liga Calçadas (Aboboreiras) às Vendas do Rijo, que carece de melhores condições do piso e correção de curvas com betuminoso antiderrapante para aumentar a segurança dos automobilistas.

Lamentou o “estado lastimável” em que se encontra a Estrada Municipal n.º 1108, que liga o Bodegão às Sesmarias e que pertence às Câmaras Municipais de Tomar e de Ferreira do Zêzere, um impasse que se mantém por falta de acordo entre os dois Municípios. Finalizou com a mesma promessa de sempre: “trabalho” e o apelo para que acreditem na freguesia de Olalhas e em Tomar.

Luís Boavida, candidato à Câmara Municipal de Tomar, não pôde estar presente. Apesar de se encontrar bem e recuperado, está ainda em observações e exames para garantir o seu regresso em pleno, com força e motivação redobradas.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome